Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

23/10/2013 às 06:02

Apple lança novos iPads e alfineta Microsoft

Escrito por: Redação
Fonte: Folha de São Paulo - Impressa

Não há previsão de lançamento no Brasil; novo sistema para computadores será gratuito

Apple lança novos iPads e alfineta Microsoft

Não há previsão de lançamento no Brasil; novo sistema para computadores será gratuito

DE SÃO PAULO A Apple lançou ontem em San Francisco novos iPads mais finos e mais leves, com tela mais nítida e melhorias de desempenho. Não há previsão de lançamento no Brasil.

Rebatizada de iPad Air, a versão maior do tablet perdeu 28% de peso (de 652 g para 469 g) e 20% de espessura (de 9,4 mm para 7,5 mm).

As bordas laterais também ficaram mais finas, como as do iPad mini, versão menor, que ganhou tela Retina --termo de marketing usado pela Apple para definir displays de altíssima definição.

A Apple promete o dobro de performance no iPad Air e o quádruplo no iPad mini em relação aos seus antecessores. Ambos usam o processador A7, adotado no iPhone mais recente, o 5s.

Disponível em 42 países a partir de 1º de novembro, o Air custará nos EUA a partir de US$ 499 (modelo com wi-fi e 16 Gbytes de armazenamento), mesmo preço do modelo anterior.

Já o iPad mini, que chegará "mais adiante em novembro", custará a partir de US$ 399. Já o antecessor teve seu preço reduzido de US$ 329 para US$ 299.

O iPad custa a partir de R$ 1.649 no Brasil. O preço do mini começa em R$ 1.249.

Depois da chegada de modelos com Android, sistema do Google, a Apple começou a ver sua fatia no mercado global de tablets diminuir.

Segundo a consultoria IDC, a Apple ainda é líder, com participação de 32,4% no segundo trimestre do ano. Em segundo lugar vem a Samsung, com 18%. No mesmo período de 2011, o iPad chegou a ter 68,3% do mercado.

DE GRAÇA

Agora gratuitos na compra de novos iPads e iPhones, os programas do pacote de escritório iWork e do de criação multimídia iLife foram redesenhados com a estética do sistema iOS 7, que troca imitações de objetos reais por cores vibrantes e transparências.

Alfinetando a Microsoft, que cobra US$ 199 (R$ 699 no Brasil) por seu sistema mais recente, o Windows 8.1 Pro, a Apple disse ter inaugurado "uma nova era de software de computação pessoal, em que as atualizações de sistema são gratuitas".

Assim como sempre foi no iOS, a atualização para o OS X Mavericks, nova versão do sistema da Apple para laptops e computadores de mesa, não será cobrada.

Novos laptops da linha MacBook Pro com tela Retina de 13 polegadas e de 15 polegadas já estão à venda no Brasil a partir de R$ 5.999 e R$ 9.999, respectivamente.