Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

07/03/2014 às 13:06

Assinante de TV gasta até R$ 300 por mês e só vê Globo

Escrito por: Redação
Fonte: Folha Online

Ao menos 33 de cada 100 pessoas que pagam pacotes de TV por assinatura não fazem uso algum do conteúdo pago e deixam a TV ligada o dia todo na TV Globo. Grosso modo, essas pessoas (e empresas, consultórios, academias etc) gastam mensalmente entre R$ 50 e R$ 250 para nada...

SOBRANDO

Esse curioso e dispendioso comportamento de um terço dos assinantes está em pesquisa medida pelo Ibope nos últimos meses de 2013 e início de 2014. Há algumas teorias para que pessoas paguem por TV por assinatura e a deixem sintonizada num canal gratuito, que pode ser visto de graça. Vamos a elas:

FREUD EXPLICA

A primeira tese é da pura ostentação. Muitas pessoas fazem assinatura porque os vizinhos, parentes ou amigos fizeram, e não querem se sentir inferiorizadas. Só que elas não mudam o comportamento e não conseguem se desapegar dos hábitos antigos. Continuam assistindo aos mesmos canais do passado. Isso mostra porque, se somadas todas as TVs abertas, a porcentagem de quem paga TV fechada para ver sinal aberto chega a quase 60%.

SÓ DÁ ELA

Se somadas as audiências de todos os canais fechados das Organizações Globo (GNT, Globonews, Multishow, SporTVs, BIS, +Globosat etc etc) o ibope soma 40%. É o dobro de todos os outros canais juntos.

EU TE DISSE! EU TE DISSE!

A gente já falou sobre isso aqui nesta coluna, meses atrás. Enquanto todos os canais abertos marcam "touca", a Globo vai tomando posse da TV paga no Brasil, espalhando-se espertamente com um sem número de canais segmentados. Nem mesmo está comendo pelas beiradas. Está sorvendo o prato inteiro.

FREUD EXPLICA UM POUCO

Outro grupo social, porém, decide pagar TV fechada porque seu sinal aberto tem baixa qualidade. Mas, nesse caso, também prevalece o hábito. Apesar de muitos assinarem até pacotes premium, com dezenas de HBOs, Telecines, canais HDs, pornôs etc. -o que pode levar um pacotinho a custar mais de R$ 300 mensais-, continuam colados ao velho comportamento e continuam a ver Globo, Record, SBT e Band (os quatro canais mais vistos da TV por assinatura).

CANTO DA SEREIA

Caiu muito bem no elenco da Record -especialmente aqueles com contratos prestes a vencer- a informação de que a Globo acabou com a "quarentena" que impunha a artistas que porventura voltarem ao Projac. Se era da Globo, foi para a Record, e por acaso voltar para a Globo, o artista poderá retornar às novelas e minisséries quase que imediatamente. Vanessa Gerbelli é o maior exemplo. ficou quase uma década na Record, voltou para a Globo em janeiro e já dá expediente em "Em Família".

COFRINHO

Dois canais fechados dos Estados Unidos já são os maiores interessados em comprar a "franquia" dos programas "Teste de Fidelidade", da RedeTV!, e do "Você na TV", de João Kleber ("fulana vai revelar um segredo e enfurecer beltrana"), também tem despertado interesse internacional.

TENDÊNCIA...

É notavelmente grave a crise de criatividade da TV aberta brasileira. Há uma década, quase 100% da programação dos canais na área de entretenimento (com exceção do "mexicano" SBT) era somente de formatos nacionais. Hoje, mais de um quarto desse conteúdo vem de fora, em formatinhos prontos...

FORNINHO MICRO-ONDAS

É "BBB", "The Voice", "Aprendiz", "Fazenda", "Ídolos", "CQC"... e a tendência é que isso aumente. Nenhuma emissora mais quer se arriscar criando novos formatos e produtos. Prefere comprar uma espécie de "kit" pronto e já testado em outros países. Dá menos dor de cabeça. Isso sem falar na Band, cuja direção artística já está totalmente com uma produtora internacional (Cuatro Cabezas).

...À PREGUIÇA

No caso da líder Globo, há um segundo agravante: nos últimos anos grassam no canal os remakes. Novelas reescritas, transformadas em minisséries; filmes de cinema que viram seriados... sem falar em temas e situações que se repetem quase sem alterações em várias novelas. Não há mais nenhuma vivalma interessada em criar algo novo. Preferem pegar algo dos anos 70 ("Saramandaia") ou 80 e refazer com outros atores. Não duvidem se em breve houver um remake de "Beto Rockfeller".

NÃO ME IRRITE

Teve uma hora que Sabrina Sato ficou com o saco cheio de repórteres da RedeTV! Durante os carnavais de São Paulo e no Rio. A única coisa que eles faziam era perguntar sobre sua "mágoa" com o tratamento com o "Pânico". A uma certa altura, ela realmente se irritou com a inquisidora e desferiu: "Amiga, eu não vou falar mal do Pânico, você pode ficar aqui duas horas me perguntando." E completou, olhando para o outro lado: "Que saco!"

EVENTO

A Record lança Sabrina Sato, digo, sua nova programação no próximo dia 13 em São Paulo. Mais ou menos na mesma época em que a Globo fará o mesmo a respeito de sua grade.

SOOOOOOOOBE

Thiago Leifert no Carnaval

Mostrou mais uma vez que tem veia não só de repórter, mas também de showman. Foi um dos mais divertidos e acesos repórteres da Globo no Carnaval. Fez intervenções e perguntas hilárias, ouviu muita gente e fugiu do lugar comum da cobertura. Pena que não há mais baile no clube Arakan, para o Leifert cobrir também :D

DEEEEEEEESCE

Repórteres da TV em geral no Carnaval

Tem repórter que não aprende nunca e continua a fazer perguntas a entrevistados ao lado de caixas de som ou da bateria das escolas, durante os desfiles. O resultado é que o entrevistado não ouve NADA do que foi perguntado, fica com cara de pastel e responde outra coisa, ou diz apenas, "sim, claro, coooom certeeeeeeza". Outro vício é fazer perguntas que já embutem a resposta. Tipo, "Então, sicrana, como é que estar com esse corpão em forma e desfilar com tanta emoção diante desse público tão alegre?" Ah, vá pentear quati*

Link

delicious Windows Live MySpace Google digg Google Buzz