Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

06/12/2013 às 09:32

Bancos de investimento já tentam "vender" TIM a potenciais clientes

Escrito por: Redação
Fonte: ABINEE

Bancos de investimento já começaram a "vender" a TIM. Pelo menos cinco simulações do possível negócio circulam entre representantes do governo, operadoras e fundos de investimento interessados na segunda maior operadora do país em clientes.

O objetivo é influenciar o governo em favor da consolidação do mercado brasileiro, que hoje conta com cinco operadores, e atrair possíveis compradores caso a TIM seja vendida por sua controladora, a Telecom Italia.

Embora exista resistência da matriz para a venda da TIM, o presidente da Telecom Italia afirmou recentemente que, dependendo do "tamanho do cheque", poderiam discutir a venda.

Os bancos avaliam a TIM entre R$ 29 bilhões e R$ 36 bilhões. Nos estudos, obtidos pela Folha, há dois cenários. No primeiro, a companhia é vendida integralmente. Dentre as operadoras que atuam no país, só a Oi poderia ser a compradora, por causa de restrições feitas pelo Cade.

Ela passaria a líder Vivo no Norte, Sul e Sudeste, incluindo São Paulo. A Claro continuaria na frente no Centro-Oeste e haveria barreiras impostas pela Anatel (agência reguladora) e pelo Cade no Nordeste, porque a Oi ampliaria sua liderança atual, passando de 27,4% para 56,6%, em número de clientes.

Essa hipótese é considerada remota. A Oi já disse que pretende resolver seu problema de caixa e não tem interesse nesse momento. A Folha apurou que os bancos querem oferecer condições "camaradas" à empresa.

A Claro, controlada pelo bilionário mexicano Carlos Slim e terceira em clientes, também tem interesse e é a única das concorrentes com recursos em caixa para uma aquisição desse porte.

A Vivo seria a principal interessada, porque teria sua liderança consolidada.

Mas, ainda segundo as simulações, Vivo e Claro não poderiam comprar 100% da TIM, porque teriam mais da metade dos clientes em diversas regiões do país.

Fatiamento
No segundo modelo, considerado ideal pelos banqueiros, a TIM é dividida e quem tem menor participação em cada Estado compra cada pedaço. Hoje na quarta posição em clientes, a Oi passaria a ser a segunda, mesmo só com uma fração da TIM.

Nas simulações, a Oi levaria o maior pedaço, 37,8%. A Vivo ficaria com 27,9% e a Claro, 34,3%. A Oi seria líder no Sul e no Sudeste. A Vivo lideraria nas demais regiões.

Oi, Claro e Vivo afirmam que não contrataram estudos para balizar uma possível compra da TIM.