Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

22/07/2013 às 11:37

BNDES financia 90% de projeto de IPTV da Cianet

Escrito por: Redação
Fonte: Telesíntese

Solução permitirá que pequenos e médios provedores ofereçam serviço de TV por assinatura

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 1,4 milhão para a Cianet, de Florianópolis (SC), dar continuidade ao desenvolvimento de uma solução de IPTV (internet protocol television). O apoio, no âmbito do BNDES PSI Inovação, representa 90% do valor total do projeto, que possibilitará a oferta, pelos provedores de acesso, do serviço de TV por assinatura pela mesma rede em que oferecem o serviço de banda larga.

A solução é voltada aos provedores de pequeno e médio porte. O centro do projeto é o avanço no desenvolvimento de um middleware, camada de software que faz a interface entre o hardware e os aplicativos. Interativo, o sistema permitirá acesso a vídeos sob demanda, pausa da programação, acesso a programas passados, conexão da TV à internet e acesso a dispositivos móveis.

Motivada pelo grande potencial do mercado e pela tendência mundial de uso da tecnologia, a empresa já iniciou os testes de campo e está lançando a primeira versão da solução ao mercado. O desenvolvimento das novas funcionalidades deverá ser concluído até o fim do ano.

O projeto contempla investimentos em pesquisa e desenvolvimento, consultoria, certificação, equipamentos nacionais e outros materiais. A Cianet, que emprega atualmente 68 funcionários, prevê a criação de mais cinco postos de trabalho até dezembro, ampliando o quadro para 73 empregados.

Software

O BNDES também aprovou financiamento de R$ 2,7 milhões pelo Prosoft à Intercamp Sistemas e Comércio de Informática, de Campinas (SP). Os recursos apoiarão o plano de investimentos da empresa, desenvolvedora do software Posto Fácil, sistema para gestão de postos de combustível e lojas de conveniência de médio e grande porte. A operação representa 85% do valor total investido no projeto, que contempla ações em infraestrutura, treinamento, pesquisa e desenvolvimento e marketing.(Da redação, com assessoria de imprensa)