Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

13/04/2012 às 10:20

CCBBs têm sua verba cultural reduzida em R$ 7,5 milhões

Escrito por: Redação
Fonte: O Globo Online

RIO - No ano em que recebeu a notícia de que uma exposição sua, no Rio, obteve a maior média de visitas no mundo, o Centro Cultural Banco do Brasil verá seu orçamento ser reduzido em R$ 7,5 milhões: cada um dos três centros culturais, em Brasília, Rio e São Paulo, terá R$ 2,5 milhões a menos.

O orçamento para a programação de 2012 diminui, assim, em quase 16% e, depois do "contingenciamento" — termo que o Banco do Brasil usa para tratar o corte —, ficará em R$ 40 milhões. A verba é destinada apenas à programação cultural dos espaços.

Em comunicado oficial enviado ao GLOBO, o banco confirma o valor de R$ 40 milhões para 2012, "sem considerar custos de pessoal e de manutenção". E completa: "Para outubro, está prevista a inauguração do quarto Centro Cultural do BB, em Belo Horizonte, o que comprova o compromisso do Banco do Brasil no apoio à cultura." 

Ainda assim, o contingenciamento pegou de surpresa produtores culturais. Afinal, no mês passado, em lista divulgada pelo jornal "Art Newspaper", o CCBB-Rio liderou o ranking de exposições mais vistas no mundo em 2011, com "O mundo mágico de Escher", com média de 9.677 visitantes por dia. O feito deixou a casa à frente de grandes instituições e mostras, como "Alexander McQueen: savage beauty", que levou cerca de oito mil pessoas por dia ao Metropolitan Museum of Art, em Nova York. 

Adiamentos para 2013 

Embora cause surpresa diante da posição de líder no ranking mundial, o contingenciamento feito pelo Banco do Brasil coincide com outros anúncios não tão agradáveis na área do orçamento destinado à cultura no país. Depois de sete anos seguidos de alta nas duas gestões Lula, o valor destinado ao Ministério da Cultura caiu de R$ 2,29 bilhões em 2010 para R$ 2,13 bilhões em 2011. Já para 2012, o valor previsto é ainda menor: R$ 1,79 bilhão.

Mais de 70% da grade dos CCBBs são compostos por projetos de produtores de fora da instituição, que participam de edital aberto anualmente pelos centros culturais. O banco promete, porém, que o contingenciamento não afetará a programação já aprovada (e contratada) pelos centros. O que deve acontecer, segundo a assessoria do CCBB-Rio, é o "reescalonamento" de eventos para 2013, mas o centro "não divulga quais projetos estuda reprogramar para o próximo ano".

A instituição já aprovou propostas de peso para serem realizadas de agosto de 2012 a agosto de 2013, como uma mostra de filmes de Stanley Kubrick, que planeja trazer ao país cópias em 35mm de clássicos do cineasta, como "Laranja mecânica" (1971).

Já na programação de 2012, há mostras como a do escultor inglês Antony Gormley. O produtor Marcello Dantas, que apresentou o projeto, pedia inicialmente R$ 3,67 milhões para a exposição. Acabou com R$ 970 mil aprovados pelo CCBB.