Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

04/01/2016 às 14:06

Charlie Hebdo especial relembra tragédia

Escrito por: Redação
Fonte: Meio e Mensagem

Para marcar o aniversário do ataque à sua redação, em janeiro do ano passado, o semanário francês publicará um número especial com um milhão de exemplares

Para relembrar o ataque à sua redação, em 7 de janeiro do ano passado, que deixou 12 mortos, o semanário de sátiras francês Charlie Hebdo publicará, no próximo dia 6, uma edição especial com tiragem de um milhão de exemplares.
 
O especial terá 32 páginas, o dobro das edições tradicionais e trará caricaturas de Charb, Honoré, Cabu, Wolinski e Tignous, cartunistas assassinados na tragédia.
 
Na capa, que já foi divulgada nas redes sociais do veículo, a imagem de um deus barbudo e a frase: "Um ano depois, o assassino ainda corre solto". 
 
Conforme lembrou Meio & Mensagem, em sua retrospectiva de 2015, atiradores invadiram a redação e dispararam contra jornalistas e funcionários. Morreram 12 pessoas e 11 ficaram feridas.
 
Na ocasião, o presidente François Hollande classificou o ataque como terrorista. Não foi a primeira vez que o Charlie foi alvo de ataques. Três anos antes, a sede chegou a ser incendiada. O jornal é conhecido por charges alusivas ao profeta Maomé e outros líderes islâmicos.
 
Em fevereiro de 2015, a revista voltou às bancas em uma edição especial com 2,5 milhões de exemplares.
 
Recentemente, na ocasião dos ataques terroristas a Paris, em 13 de novembro, assumidos pelo grupo terrorista Estado Islâmico, o Charlie Hebdo saiu com uma capa que, com tom provocativo, trazia um fundo vermelho mostrando um homem com perfurações no corpo de onde saia champanhe. Na tradução literal, dizia: “Eles possuem armas. Eles que se danem. Nós temos champanhe”.