Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

12/02/2016 às 16:19

Comissão alerta sobre a impunidade de crimes contra jornalistas no México

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

A Comissão Nacional de Direitos Humanos (CNDH, na sigla em espanhol), emitiu uma recomendação geral sobre o exercício da liberdade de expressão no México e alertou para os diversos casos de impunidade envolvendo assassinatos de jornalistas.
 
Segundo o El Economista, a entidade informou que foram registrados 109 assassinatos de jornalistas de janeiro de 2000 ao mesmo mês deste ano. Mais de 20 jornalistas desaparecidos em 2005 e 48 atentados a veículos de comunicação desde 2006.
 
O estado de Veracruz concentra o maior número de casos de homicídios e desaparecimentos de profissionais de imprensa, com 14,6% no primeiro caso, e 20% no segundo. A Comissão cobrou a identificação dos responsáveis pelos crimes.
 
"Os casos de agressão a jornalistas com investigações deficientes e demonstram a falta de condições que as autoridades e os governos deveriam proporcionar para a livre liberdade de expressão e para que haja investigação jornalística sem consequências", destacou.
 
Caso Anabel Flores 
 
Senadores do PAN e PT pediram que a Procuradoria Geral investigue o caso da jornalista Anabel Flores Salazar, do jornal El Sol de Orizaba. Ela foi sequestrada por um grupo de homens armados que invadiu sua casa em Orizaba, cidade do estado de Veracruz, no México, na última segunda-feira (8/2). Na manhã do dia seguinte, o corpo dela foi encontrado a cerca de 15 km de sua residência.
 
Escritórios do México e da entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e Empoderamento das Mulheres e o Alto Comissariado para os Direitos Humanos condenaram a morte de Anabel. As organizações manifestaram solidariedade com os familiares e também cobraram investigação do caso.
 
Anabel fazia cobertura policial para o jornal El Sol e também colaborava para outros veículos, como o El Mundo e El Bueno Tono, no qual jornalistas receberam ameaças por telefone nas últimas semanas.