Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

11/05/2012 às 10:50

Computador verde consome pouca energia

Escrito por: Redação
Fonte: ABINEE

No mercado há cinco anos, metade deles como atual foco, a fabricante brasileira de computadores EcoPC contabiliza 700 clientes. A promessa da companhia é oferecer produtos sustentáveis, que reduzam o consumo de energia e simplifiquem a gestão do parque de informática das corporações. A fabricante é especializada em “thin clientes”, terminais voltados para o mercado corporativo e cujo funcionamento depende de um servidor. Isso porque as aplicações (programas) são acessadas no servidor e não ficam armazenadas nos terminais, como ocorre com PCs convencionais.

Para usar o equipamento, as empresas precisam ter aderido à computação em nuvem, na qual dados são armazenados e gerenciados remotamente, ou à tecnologia de virtualização, que permite o compartilhamento de recursos de armazenamento e processamento do servidor entre diferentes usuários que acessam aplicações variadas. “As informações são processadas no servidor e o terminal traz apenas a tela do aplicativo para o usuário”, diz Everton Ramalho, diretor comercial da EcoPC.

Investimentos

O carro-chefe da fabricante é o EcoPC 2020, cujo desenvolvimento exigiu investimentos de R$ 4 milhões. “Importamos os componentes, montamos o produto em Ilhéus, na Bahia, e temos o centro de distribuição em São Paulo”, conta Ramalho, acrescentando que o baixo consumo de energia é destaque do produto. Segundo ele, o EcoPC 2020 consome menos de 5 watts. “Um terminal comparável consome de 10 watts a 12watts. Já o PC tradicional consome 120 watts”, diz.

A economia total pode chegar a 60%, considerando-se redução da conta de luz e menores gastos com manutenção e gestão do parque de informática. Como as aplicações estão no servidor, a equipe de informática pode solucionar problemas no servidor e eles serão replicados para todos os usuários.