Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

30/06/2015 às 13:38

Conteúdo nacional desacelera na TV paga

Escrito por: Redação
Fonte: Meio e Mensagem

Em 2014, a produção brasileira veiculada na TV a cabo cresceu 7,9%, metade do percentual registrado no ano anterior

A exibição de conteúdo nacional na TV paga cresceu 7,9% em 2014, em relação ao ano anterior. De acordo com o Informe Anual da Agência Nacional do Cinema (Ancine), o avanço foi menor do que no período entre 2012 e 2013, quando a alta foi de 18,8%. Em 2011, o crescimento ultrapassou 100%.
 
O levantamento da agência monitora a programação de vinte canais, entre os nacionais e estrangeiros. De todos os analisados, apenas Canal Brasil, Multishow e GNT possuem mais de 50% de sua programação dedicada ao conteúdo produzido em solo brasileiro. Em média, 84,8% de tudo que é exibido representa produção internacional.
O conteúdo brasileiro costuma aumentar entre seis da tarde e meia noite, quando 23,8% do que é exibido representa a produção nacional. No ano passado, aumentou o número de filmes nacionais exibidos nesses canais. Em 2013, foram 1.107 longas, contra 1.455, em 2014, alta de 31,44%.
 
A tendência, segundo o levantamento, é que quanto maior o número de espectadores que o filme levou aos cinemas, maior a quantidade de horas dedicadas na TV paga. Produções recentes tem mais espaço dedicado.
 
Crescimento da TV paga
 
O mercado de TV paga brasileiro teve um saldo de 19,76 milhões de acessos no mês de abril, número em linha com o mês anterior. De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o grupo América Móvil, que controla Claro, Embratel e NET, permaneceu na primeira posição, com 51,7% de participação, ante fatia de 51,9% em março. A SKY ficou com 28,9%, ante 28,7% em março. A fatia da Oi foi de 6,1%, em março tinha sido de 6,23%. A GVT teve 4,8%, ante 4,7% no mês anterior.