Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

15/12/2013 às 07:02

Crescimento do mercado de TI atrai para o Brasil investimentos de gigantes

Escrito por: Redação
Fonte: Correio Braziliense Online

O presidente da Microsoft do Brasil, Mariano de Beer, demonstra otimismo com o país, apesar do crescimento inferior à média dos emergentes, da América Latina e do resto do mundo

A desconfiança dos investidores no Brasil passa ao largo do setor de tecnologia. Gigantes mundiais como Microsoft, Samsung, Cisco Systems e o fundo de investimento do multimilionário húngaro-americano George Soros anunciaram a injeção de milhões de dólares no país nos últimos meses, de olho no mercado brasileiro, hoje o sexto do mundo, com taxas de crescimento bem acima da média. Neste ano, o segmento deve avançar 13%, ante os 2,4% projetados para o Produto Interno Bruto (PIB) nacional.

O ritmo acelerado é consequência da invasão da Tecnologia da Informação (TI) em todas as áreas, desde dispositivos pessoais, como smartphones e tablets, até soluções para grandes corporações, afirma o presidente do Sindicato das Indústrias de Informação e Comunicação do Distrito Federal (DF), Jeovani Salomão. "Nosso mercado passou de sétimo para sexto maior do planeta. Por isso, as gigantes do setor estão investindo aqui, muito mais do que as empresas nacionais no seu próprio negócio", observa.

No início deste mês, a Microsoft anunciou o novo datacenter da plataforma de serviços Windows Azure, voltada para a infraestrutura de computação em nuvem da companhia em São Paulo, com operação prevista para o primeiro semestre de 2014. Esse é um dos carros-chefes dos negócios da gigante norte-americana na área de serviços e vem registrando crescimento duas vezes acima da média de mercado. A empresa não revela quanto vai aplicar no Brasil, mas os investimentos mundiais na tecnologia somam US$ 1 bilhão.

O presidente da Microsoft do Brasil, Mariano de Beer, demonstra otimismo com o país, apesar do crescimento inferior à média dos emergentes, da América Latina e do resto do mundo. "Estamos pensando a longo prazo. O mercado brasileiro será um dos maiores na área de tecnologia da informação. Para a Microsoft, já é um dos 10 principais", revela.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.