Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

06/05/2014 às 09:33

Depois de deixar celulares, Nokia se volta para os carros

Escrito por: Redação
Fonte: ABINEE

Depois de deixar celulares, Nokia se volta para os carros

- 6/5/2014

A Nokia Oyj planeja investir US$ 100 milhões para apoiar empresas que desenvolvem tecnologias para carros inteligentes, unindo-se ao bilionário Elon Musk e ao Google na aposta de que os veículos do futuro serão mais inteligentes e mais conectados. Os investimentos, que serão realizados por um novo fundo da Nokia apresentado ontem na Conferência Global de Internet Móvel em Pequim, têm o objetivo de apoiar o negócio de mapas digitais da empresa de tecnologia móvel. O fundo será dirigido pelo braço de capital de risco da Nokia, Nokia Growth Partners, que administra aproximadamente US$ 700 milhões.

A Nokia está se reconstruindo e expandindo-se a novos campos depois de vender sua unidade de telefones móveis para a Microsoft Corp. por cerca de US$ 7,5 bilhões, no mês passado. Embora a Nokia obtenha atualmente a maior parte de sua receita dos equipamentos de redes wireless, a empresa com também está buscando tornar seus negócios de mapas um concorrente mais forte frente a rivais como o Google. "Observamos inovações ocorrendo em todo o ecossistema automotivo através da combinação de mobilidade e internet", disse Paul Asel, sócio do braço de capital de risco da Nokia, em entrevista. "O carro está realmente se tornando uma plataforma, como quando o celular se tornou um smartphone e todos os aplicativos e serviços se desenvolveram ao redor daquilo".

A Nokia erigiu seus negócios de tecnologia de localização ao comprar a provedora de mapas Navteq Corp., com sede em Chicago, por US$ 8,1 bilhões, em 2008, e a fabricante de tecnologia de mapas 3D Earthmine, em 2012. A Nokia fornece dados de mapas para Amazon.com, Microsoft, Yahoo! e quatro de cada cinco sistemas de navegação automotivos, um segmento crucial à medida que os sistemas de dispositivos conectados do futuro utilizam mais dados de localização.

As montadoras estão apresentando sistemas de painel de controle de navegação mais inteligentes, adicionando recursos como informações em tempo real de trânsito e ligações automatizadas a serviços de emergência em casos de acidente.

Os fabricantes também estão adicionando gradualmente sistemas de condução automatizada que poderiam finalmente levar a veículos autodirigíveis. O Googlevem testando carros sem motoristas nos EUA. A Toyota Motor disse em outubro que em aproximadamente dois anos apresentará sistemas que possibilitarão a comunicação entre carros para evitar batidas. A General Motors está planejando para até 2020 veículos que poderão ser autodirigidos em rodovias de acesso controlado.

Musk, que lidera a Tesla Motors , disse há um ano que a montadora de veículos elétricos estava analisando a incorporação de tecnologia autodirigível a seus carros, considerando-a um passo lógico na evolução dos carros. Os veículos da Tesla já incluem acesso à internet e conexões a serviços como assistência rodoviária e localização de veículos roubados. "As pessoas tendem a ver a BMW, a Tesla e o Google, mas pensamos nisso como uma jogada global", disse Asel.

"Também há inovações ocorrendo sob outra perspectiva na China e na Índia que impactam o modo em que isso acontecerá. Alguns desses fabricantes de carros podem adotar os serviços com mais rapidez do que as montadoras tradicionais para conseguir se estabelecer".