Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

28/06/2016 às 18:49

Diretora da Unesco cobra investigação sobre morte de jornalista no México

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

Na última segunda-feira (27/6), a diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Irina Bokova, condenou e pediu uma investigação sobre o assassinato da jornalista Zamira Esther Bautista, ocorrido em Ciudad Victoria, capital de Tamaulipas, no México.
 
“No interesse do Estado de Direito, e para garantir que o crime não seja autorizado a silenciar a voz de meios de comunicação independentes, exorto as autoridades a investigar o caso e levar seus autores a julgamento”, declarou Irina.
 
De acordo com a entidade, Zamira foi morta após ser atingida por um disparo na manhã do último dia 20 de junho. Ela era correspondente dos jornais locais La Verdad e El Mercurio. Também atuava como freelancer e professora.
 
Segundo agências internacionais, Zamira Esther Bautista é a oitava jornalista morta no México desde o início do ano. Ela foi assassinado um dia após a execução do jornalista Elidio Ramos Zárate, em Oaxaca.