Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

27/07/2015 às 15:42

Empresas brasileiras vão investir US$ 79 milhões em IOT, em média, em 2015

Escrito por: Redação
Fonte: Tele.Síntese

Companhias da América Latina atribuem um crescimento médio de 18,3% nas receitas devido ao uso da internet das coisas.

As empresas brasileiras, em qualquer segmento, vão investir US$ 79 milhões em internet das coisas (IoT) em 2015, em média. A estimativa é da Tata Consultancy Services (TCS), empresa indiana de pesquisa de mercado. O número fica abaixo do visto na Europa, mas acima da média latino-americana, onde fica em US$ 54,7 milhões.
 
As empresas europeias planejam investir US$ 93,9 milhões em média, com as empresas francesas liderando o grupo (US$ 138 milhões em média) à frente da Alemanha (US$ 86,2 milhões) e do Reino Unido (US$ 80,9 milhões). Companhias norte-americanas vão investir 0,45% da receita este ano em iniciativas de IoT, enquanto as europeias farão investimentos de 4%.
 
Empresas da Ásia-Pacífico investirão 0,34% da receita em IoT. As empresas latino-americanas pesquisadas relataram investimentos de US$ 54,7 milhões em Internet das Coisas, o que representa 0,23% do total de suas receitas que são investidos nesta tecnologia.
 
No México, as empresas estão começando a investir um total de US$ 1,8 milhão. Em 2018, espera-se que os orçamentos sejam maiores, com empresas da América Latina gastando 22% a mais em IoT. Em termos globais, o México foi um dos países onde a maioria das empresas relataram um aumento de 21% nas receitas de 2013-2014, fruto da implementação de iniciativas de IoT.
 
As empresas brasileiras, em comparação com os outros países pesquisados, foram as que mais reportaram aumento na receita, em torno de 11% a 20%. Entre 2015 e 2018, as companhias latino-americanas esperam que as suas receitas tenham um aumento de 17,8% por conta das iniciativas da Internet das Coisas.
 
As empresas da América Latina aumentaram em 18% suas receitas para adoção de IoT, sendo o maior percentual de todas as regiões pesquisadas. Entre 2015 e 2018, as companhias latino-americanas esperam que as suas receitas tenham um aumento de 17,8% devido a iniciativas em Internet das Coisas. Aumento médio da receita como resultado das iniciativas de IoT foi de 15,6 %; empresas que lideram a adoção da IoT tiveram um crescimento de 64% na receita. Empresas começam a fazer grandes investimentos em IoT – 7% das empresas planejam investir mais de US$ 500 milhões apenas em 2015.
 
A Tata Consultancy Services entrevistou 795 executivos de grandes multinacionais. Em todos os segmentos, as empresas que estão investindo em IoT reportam um crescimento expressivo da receita como resultado dessas iniciativas, com um aumento médio de 15,6% em 2014. Já em 9% das organizações houve elevação de pelo menos 30% na receita.
 
O uso mais frequente das tecnologias de IoT pelas empresas é o monitoramento de clientes através de aplicativos móveis – 47% das empresas adotam essa prática. Mais da metade (50,8%) admite investir nessas tecnologias para rastrear seus produtos e saber como eles estão se comportando, enquanto isso acontece apenas com 16,1%dos entrevistados com os níveis mais baixos de retorno sobre investimentos em IoT.
 
Os executivos ainda encaram a IoT como uma área de crescimento para os negócios. Entre as entrevistadas, 12% dos líderes de negócios planejam investir US$ 100 milhões em 2015 e 3% buscam fazer um investimento mínimo de US$ 1 bilhão. O relatório também mostrou que as empresas esperam que seus orçamentos para IoT continuem crescendo ano a ano, com valores que devem aumentar 20% até 2018, somando US$ 103 milhões.
 
O aumento da receita está sendo registrado em várias partes do mundo, com todas as regiões reportando crescimento de dois dígitos em 2014. As empresas norte-americanas tiveram os maiores ganhos, 18,8% em relação ao ano anterior. A Europa como um todo apresentou um crescimento de 12,9%, enquanto a região Ásia-Pacífico viu um aumento de 14,1%. Já a América Latina comemorou um impressionante crescimento de 18,3%. (Com assessoria de imprensa)