Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

29/01/2014 às 10:54

Empresas do Vale que já se cadastraram no Vale-Cultura reclamam da falta de informação sobre o programa

Escrito por: Redação
Fonte: Diário Catarinense

Contatada pelo Santa, a assessoria do Ministério da Cultura (Minc)disse que os passos lentos do Vale-Cultura em Santa Catarina são reflexo de mercado e, e

Contatada pelo Santa, a assessoria do Ministério da Cultura (Minc) disse que os passos lentos do Vale-Cultura em Santa Catarina são reflexo de mercado e, em breve, o benefício deve emplacar de vez não só no Estado, como em todo o Brasil. Mas o economista Nazareno Schmoeller discorda:

- Não acho que seja um reflexo de mercado. A questão da baixa procura é a forma de divulgação. Se as empresas estiverem cientes do benefício e entenderem a tributação vão aderir ao programa.

O lançamento oficial do Vale-Cultura foi dia 17 de janeiro, quando a Ministra da Cultura Marta Suplicy entregou os primeiros cartões, em São Paulo, aos funcionários do Banco do Brasil. Por lá, tudo certo. Em Santa Catarina, no entanto, a trajetória do benefício já começa marcada por atrasos e falhas de comunicação.

Quem já cadastrou os funcionários afirma que os trâmites necessários para ter os cartões em mãos são nebulosos e que ainda não houve contato por parte das operadoras (Caixa, Sodexo, Alelo, entre outras) para confirmar a solicitação ou entrega do Vale-Cultura. O Santa entrou em contato com duas delas, mas não obteve retorno.

- Eu acho que a comunicação poderia ser melhor, porque a gente não sabe com quem falar, pra quem ligar, quem cobrar sobre este assunto. Liguei para a operadora em dezembro e me disseram que estava tudo parado, e até agora não retornaram - conta Andressa Romann, gerente administrativo da Conquist Odontologia, de Blumenau. Ela cadastrou a empresa no programa em setembro do ano passado e ainda não recebeu os cartões para os funcionários.

Para Neide Mello, gerente do Auto Posto Mimim, de Itajaí, o Vale-Cultura não funciona. Ela diz que fez o cadastro em outubro do ano passado porque achou a ideia boa, mas não acredita que o programa será implantado na empresa num futuro próximo:

- Até agora não tive nenhum contato do Ministério, da operadora, nada. O cadastro em si é fácil, mas de que adianta passar por todas as etapas, colocar o CNPJ da empresa lá, se nem explicam pra gente qual é o procedimento?

Segundo a assessoria de imprensa do Minc, por enquanto não haverá novas medidas de divulgação do Vale-Cultura e que as empresas devem melhorar a propagação do programa internamente. As inscrições seguem abertas por tempo indeterminado.