Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

27/11/2015 às 14:01

Entidade apoia jornalistas chilenos pressionados a quebrar sigilo de fontes

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

Jornalistas têm sofrido pressão para revelar identidade de fontes

A União Sul-Americana de Correspondentes (Unac) manifestou nesta quinta-feira (26/11) solidariedade aos jornalistas chilenos Mauricio Weibel Barahona – presidente da entidade –, Pablo Dittborn, Patricio Fernández e Andrea Moletto, do periódico The Clinic, que têm sofrido pressão para quebra de sigilo de informantes, após revelarem em julho deste ano uma estrutura de fraudes dentro do Exército do Chile. 
 
No comunicado, a Unac critica a ação da promotoria militar do Chile, que tem tentado descobrir a identidade dos informantes que contribuíram com os jornalistas. 
 
"Neste contexto, a Unac lembra que o segredo e a preservação das fontes são direitos garantidos pela Lei de Imprensa no Chile. A investigação levada a cabo pelo sistema de justiça militar viola a regra de direito, ameaça a liberdade de expressão e impede o acesso livre à informação", diz trecho do comunicado. 
 
A Unac ainda manifestou solidariedade aos jornalistas chilenos e instou uma posição por parte do governo do país. "Manifestamos absoluta solidariedade com nosso presidente, Mauricio Weibel Barahona, como com os colegas do semanário The Clinic, e exigimos que as autoridades definam uma posição e ajam de forma a acabar com essa situação que contradiz a democracia chilena".