Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

27/06/2014 às 09:32

Espionagem faz Verizon perder contrato com Alemanha

Escrito por: Redação
Fonte: ABINEE

Espionagem faz Verizon perder contrato com Alemanha

- 27/6/2014

O governo alemão anunciou ontem a decisão de encerrar um contrato com a Verizon por temer que a empresa americana de telecomunicações possa entregar dados sigilosos a agências de segurança dos Estados Unidos.

As "relações entre serviços de inteligência e empresas do exterior reveladas no incidente da NSA (Agência de Segurança Nacional dos EUA)" significam que o governo da Alemanha tem que adotar padrões de segurança "especialmente altos" para sua infraestrutura de comunicações, disse em nota o Ministério do Interior alemão.

É o primeiro caso na Europa de sério prejuízo comercial para uma empresa americana resultante das revelações feitas por Edward Snowden, ex-funcionário da NSA e da CIA, no ano passado. Anteriormente, o Brasil já havia decidido deixar de usar um software da Microsoft na sua rede governamental de e-mail. A China também orientou órgãos do governo a evitar alguns softwares americanos e seus bancos a evitar servidores da IBM.

Segundo Tobias Plate, porta-voz do Ministério do Interior, a Verizon há alguns anos presta serviços de internet a uma série de órgãos s governamentais - mas não as agências de segurança. O governo disse que a Verizon será substituída pela Deutsche Telekom, observando que a ex-estatal alemã já era a responsável pelas comunicações mais importantes de ministérios e agências de inteligência do país.

A Alemanha já vinha revendo há algum tempo os contratos com empresas de comunicações, mas o processo se intensificou após as revelações de Snowden sobre a extensão da espionagem da NSA.

As autoridades alemãs ficaram particularmente irritadas com o grampo no celular da primeira-ministra Angela Merkel. Em reação, a Alemanha exigiu negociações com Washington para o estabelecimento de um acordo que vetasse espionagem entre os dois países. A iniciativa não prosperou, aparentemente porque os EUA se recusaram a dar as garantias exigidas pelos alemães.

Berlim propôs ainda a seus vizinhos a criação de redes mais seguras na Europa, para evitar a dependência das empresas americanas, que gerenciam boa parte do tráfego eletrônico pelo mundo.

"Há indicações de que a Verizon é legalmente obrigada a fornecer certas coisas à NSA, e essa é uma das razões pelas quais a cooperação com a Verizon não vai continuar", disse Plate. O atual contrato do governo alemão com a empresa se encerra no ano que vem. Segundo Berlim, os serviços serão gradualmente desativados.

A empresa tentou convencer, sem sucesso, o governo alemão de que não entregaria dados às agências americanas. "A Verizon Germany é uma empresa alemã, e nós obedecemos às leis alemãs. Deixamos clara nossa posição de que o governo americano não tem acesso aos dados dos clientes armazenados fora dos EUA", disse em nota Detlef Eppig, diretor-administrativo da Verizon Germany.