Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

10/12/2015 às 14:07

Estudiosos apontam cibergrupo que usa e-mails para ter acesso a jornalistas latinos

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

Um grupo de cibercriminosos têm usado Trojans (Cavalos de Tróia) para ter acesso a políticos, jornalistas e figuras públicas

Um grupo de cibercriminosos tem usado Trojans (Cavalos de Tróia) para ter acesso a políticos, jornalistas e figuras públicas em diversos países da América do Sul, segundo apontamento feito por investigadores do Citizen Lab da Munk  School of Global Affairs, da Universidade de Toronto. 
 
De acordo com os estudiosos, o grupo criminoso, que foi apelidado de "Packrat", usa e-mails fraudados com temas políticos para distribuir RATs (sigla em inglês para "Trojans") e obter acesso às contas das vítimas. Os pesquisadores ainda apontaram que os cibercriminosos têm interesse em grupos políticos e pessoas influentes em países como Argentina, Equador e Venezuela. No Brasil, há evidencias de entradas entre 2008 e 2013. 
 
Entre algumas das vítimas que tiveram seus nomes divulgados estão o jornalista Jorge Lanata, o promotor Alberto Nisman e Maximo Kirchner, filho dos ex-presidentes da Argentina Néstor Kirchner e Cristina Kirchner, todos argentinos. "Acreditamos que o destinatário final das informações coletadas pelo Packrat provavelmente seja um ou mais governos da região", apontaram os pesquisadores. 
 
"O Packrat destaca a extensão que campanhas de ataque podem rodar usando técnicas limitadas e muito criativas. De uma perspectiva técnica, eles dependem quase inteiramente de RATs novos para evitar a detecção antivírus. Eles se sobressaem é no tempo e esforço gastos para criar detalhadas e convincentes organizações falsas para alimentar seu malware", descreveu um dos investigadores.