Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

07/12/2011 às 14:12

Fenaj mantém mobilização por PEC do Diploma

Escrito por: Redação
Fonte: Coletiva.net

Orientação agora é agilizar votação da emenda em segundo turno no Senado

A Executiva da Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) marcou encontro em Brasília com a Frente Parlamentar em Defesa do Diploma para esta quarta-feira, 7, com o objetivo de acelerar a tramitação da proposta que restitui a exigência do diploma para o exercício da profissão de jornalista na Câmara dos Deputados. Também busca articular com senadores Valadares (autor da PEC), Inácio Arruda (PCdoB/CE – relator) e lideranças dos demais partidos a votação da matéria em segundo turno no Senado.

Animada com o voto favorável de 67 senadores à PEC do Diploma no Senado na votação em primeiro turno, a Fenaj trabalha para que a tramitação da matéria avance no Senado e na Câmara dos Deputados. É com este objetivo que representantes dos jornalistas intensificam contatos com lideranças partidárias no Congresso Nacional. “Tivemos uma repercussão muito positiva da votação da PEC na semana passada”, registra o presidente da Federação, Celso Schröder. “Por isso buscaremos fazer com que a posição já amplamente manifestada pelos senadores seja reafirmada em segundo turno imediatamente.”

Nesta perspectiva, a entidade orientou os sindicatos de jornalistas e demais entidades apoiadoras da PEC do Diploma a contatarem imediatamente os senadores para agradecer o voto favorável e solicitar a rápida votação em segundo turno, bem como a buscar reforçar o apoio junto aos cursos de Jornalismo, professores e estudantes, estimulando-os a enviarem mensagens aos parlamentares e a organizarem mobilizações em defesa da PEC.

No dia 30 de novembro a PEC 33/2009, de autoria do senador Antônio Carlos Valadares (PSB/SE), foi aprovada por 65 votos a sete. Respaldaram a proposta o PT, PCdoB, PSB, PSOL, PP, PRB e PR. Já os líderes do PSDB, DEM e PTB liberaram suas bancadas e o PSD posicionou-se contra a obrigatoriedade de diploma para jornalistas. Para saber como se posicionou cada um dos senadores presentes na sessão, clique aqui.