Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

08/08/2016 às 13:35

Funcionário que publicou tuíte ironizando Temer é punido pela EBC

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

O diretor-presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Ricardo Melo, abriu uma sindicância para apurar a mensagem no Twitter que ironizou o presidente interino, Michel Temer e exonerou a chefe do portal da empresa.
 
"Quando a pessoa escolhe passar vergonha Planalto confirma Temer na abertura da Rio 2016", dizia o texto, que foi excluído logo depois e trazia junto o link de uma reportagem da Agência Brasil sobre o tema.
 
Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a companhia informou que os trabalhos da sindicância foram "abreviados", uma vez que o funcionário responsável pelo tuíte, membro do quadro permanente da empresa, assumiu a autoria.
 
A identidade do empregado e a punição contra ele não foram informadas pela EBC. Uma fonte com acesso à direção da estatal afirmou que há três tipos de sanção na companhia: advertência, demissão e suspensão.  
 
Após a polêmica, Lídia Gurgel Neves deixou o cargo de Gerente Executiva de Web e Novas Mídias. Agora, Allan Walbert Nascimento dos Santos, que era coordenador de edição e otimização de conteúdo, assumiu o lugar dela. A funcionária permanece na empresa, mas em outra função.
 
A mensagem irritou o Palácio do Planalto, que já demonstrou intenção de extinguir a companhia. O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, ressaltou que "a EBC não será aparelho partidário. Será motivo de orgulho de seus funcionários e respeito e confiança dos brasileiros". 
 
Na nota em que informou sobre a abertura de uma sindicância sobre o caso, Ricardo Melo classificou a atitude de "inadmissível" e ressaltou que a mensagem "não representa a posição da empresa".