Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

19/04/2017 às 19:19

Google seduz usuário final, mas não rompe barreira empresarial no Brasil

Escrito por: Ana Paula Lobo
Fonte: Convergência Digital

Rivais na Internet, Google e Microsoft também se enfrentam no mercado brasileiro. O Google Chrome está com 14% do mercado de browsers, de acordo com os dados divulgados na 28ª Pesquisa Anual do Uso de TI nas Empresas 2017, da FGV, apresentada nesta quarta-feira, 19/04. O Mozilla Firefox fica com 5% e a Microsoft, com o Internet Explorer, mantém a liderança com 80%. "O usuário final aderiu muito mais ao Google do que as empresas", disse o responsável pela pesquisa, o professor Fernando Meirelles.

Ainda no ambiente corporativo, agora nos correios eletrônicos, a Microsoft segue à frente com 74%. O Google, com Gmail e Google Docs, aparece com apenas 12%. O Lotus Notes, da IBM, ainda resiste e aparece com 6% do market share, quando em 2016, tinha 8% de market share. Ferramentas open source respondem por 8% do mercado.

"Ainda não dá para avaliar o uso do email na nuvem e o seu impacto no Brasil. Mas é fato que o Google não rompeu a barreira dos escritórios", acrescenta o professor Fernando Meirelles. Quem também ainda precisa crescer no Brasil é a Salesforce, que vende CRM pela nuvem. A empresa tem menos de 5% do mercado nacional e, por isso, não é retratada na parte de inteligência analítica, que une os sistemas de CRM, BI e Business Analytics.

"É fato que as empresas que não podem parar, que não podem ficar fora do ar senão não faturam, ainda não confiam na nuvem tampouco na banda larga brasileira, mas é certo que a nuvem vai mudar o modelo nos próximos anos", observa Fernando Meirelles.

No relatório da FGV, as tecnologias de inteligência analítica (BI e CRM) são responsáveis por boa parte do lucro das fabricantes e ganham representatividade conforme as organizações avançam em maturidade de adoção. A SAP segue na liderança com 26% do mercado, seguida pela Oracle (20%), TOTVS (16%) e Dynamics, da Microsoft, com 12%.