Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

12/11/2015 às 15:16

Governo atua para ampliar conexão, diz secretário

Escrito por: Redação
Fonte: Ministério das Comunicações

Secretário de Telecomunicações participou de sessão que discutiu políticas para aumentar conectividade

O governo brasileiro tem adotado medidas para expandir a conexão da população à internet. A garantia foi dada pelo secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações (MC), Maximiliano Martinhão, durante sessão no Fórum de Governança da Internet (IGF 2015), nesta quarta-feira (11).
 
O secretário participou da mesa-redonda "Opções políticas e melhores práticas para conectar o próximo bilhão". Até o fim deste ano, mais de 3 bilhões de pessoas estarão conectadas. No entanto, 4 bilhões ainda estão off-line e impedidas de usufruir das oportunidade do mundo virtual.
 
Durante a sessão, foram apresentadas as cinco recomendações para expansão da conectividade no mundo, a partir de contribuições da comunidade da internet: aumento do investimento e cooperação público-privada para desenvolvimento de infraestrutura; aumento da "usability" – disponibilidade e habilidade dos cidadãos para uso de aplicativos, desenvolver conteúdo local e permitir a acessibilidade; inclusão online de todas as pessoas com base na promoção de direitos humanos e na inclusão de jovens, mulheres, idosos e deficientes; assegurar preços mais acessíveis e garantia do caráter aberto e global da internet.
 
Em sua participação, Maximiliano Martinhão destacou políticas públicas desenvolvidas pelo MC em sintonia com as recomendações identificadas pelo IGF. Em termos de infraestrutura, ele citou a previsão do lançamento satélite geoestacionário de defesa e comunicações, a construção de cabos ópticos submarinos e o projeto Amazônia Conectada.
 
Martinhão também ressaltou o concurso de aplicativos Inovapps e o programa Usinas Digitais, do ministério, como forma de aumentar a habilidade de uso e acessibilidade pelos cidadãos. Ele acrescentou ainda a redução de custos do acesso à internet, promovida por meio medidas de desoneração de equipamentos e de infraestrutura de redes.
 
Outro destaque apontado pelo secretário foi o programa Banda Larga para Todos, com a atualização de metas que preveem a ampliação da infraestrutura e do acesso à internet de alta velocidade no país.