Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

20/11/2013 às 10:02

Governo e cidadãos da Itália não foram espionados, diz premiê

Escrito por: Redação
Fonte: G1

Enrico Letta fez declaração nesta quarta (20) durante sessão parlamentar."Não encontramos nenhuma violação da segurança das comunicações", diz.

Agências de inteligência internacionais não espionaram o governo e as embaixadas da Itália e não há nenhuma evidência de vigilância em massa de cidadãos, disse o primeiro-ministro italiano, Enrico Letta, nesta quarta-feira (20).

Reportagens acusaram as agências de inteligência britânica e norte-americana de monitorar a rede de telecomunicações da Itália, tendo como alvo o governo e as empresas.

Alegações semelhantes em relação à França e à Alemanha, na sequência de vazamentos de informações pelo ex-agente de espionagem norte-americano Edward Snowden, aumentaram as tensões diplomáticas entre os Estados Unidos e seus aliados europeus no mês passado.

"Nós não encontramos nenhuma violação da segurança das comunicações do governo ou de nossas embaixadas", disse Letta durante sessão parlamentar dedicada ao assunto.

"Nós também não achamos que a privacidade dos cidadãos italianos foi violada pelos nossos serviços de inteligência nacionais que colaboram com a inteligência estrangeira", acrescentou Letta.

O primeiro-ministro negou relatos de que a inteligência italiana tinha sido cúmplice em um programa do Reino Unido chamado Tempora, envolvendo a espionagem de cabos de fibra óptica submarinos que transportam dados de Internet e e-mail.

Agências internacionais pediram informações à Itália sobre cidadãos que não eram italianos, mas o pedido foi rejeitado, disse ele, sem revelar mais detalhes.

Letta acrescentou que a segurança nacional italiana não poderia ter participado do Tempora e que a vigilância em massa do programa norte-americano Prism teria sido ilegal segundo a lei italiana, acrescentou.