Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

15/10/2010 às 12:45

HDs para TV Digital estão na mira da Western Digital no Brasil

Escrito por: Ana Paula Lobo
Fonte: Convergência Digital

Com investimentos que podem chegar a R$ 10 milhões nos próximos 12 meses e com o intuito de conquistar 40% de market share, a Western Digital iniciou a produção de HDs no Brasil, por meio de parceria com a Digitron, na Zona Franca de Manaus.

Expectativa é chegar a 4 milhões de HDs comercializados até outubro de 2011. Além dos HDs para PCs, empresa mira conversores para TV e IPTV, entre eles, os voltados para o SBTVD, o padrão nipo-brasileiro de TV Digital. Western Digital rivalizará com a Samsung no mercado local de HDs.

Ao anunciarem o investimento no Brasil nesta quinta-feira, 14/10, os executivos da Western Digital lembraram que há seis anos avaliavam a oportunidade de vir para o país, mas precisavam de solidez de mercado - o Brasil está consumindo como nunca eletroeletrônicos e também um parceiro para viabilizar a produção local, no caso, o acerto ficou com a Digitron, que alocou 14 mil metros quadrados da sua fábrica, na Zona Franca de Manaus, para a unidade de HDs.

"Pensamos localmente e queremos explorar os negócios no Brasil. A unidade daqui não vai sofrer com a concorrência da unidade da Ásia ou de outro lugar em função da variação do dólar. Queremos nos tornar líderes efetivos no Brasil. Há muito espaço", destacou Scott Davis, vice-presidente mundial de Vendas da Western Digital.

Nessa estratégia não há espaço, nesse momento, para exportação para a América Latina. "O Brasil consumirá toda a nossa produção de 4 milhões de HDs prevista para os próximos 12 meses", pontua Davis. Mas há brecha para novos nichos, entre eles, a TV Digital. "Temos produtos e vamos trazer. Os conversores e/ou os televisores terão HD da WD. Vamos negociar essas alianças", detalha Alejandro Surin, gerente de vendas para canais da Western Digital no Brasil.

Mesmo sem querer anunciar contratos firmados no país, os executivos da WD garantem que já negociam com todos os fabricantes - Itautec, Lenovo, Dell, Positivo, entre outros - para fornecimento de HDs locais. "Já houve uma queda no preço em função da nossa chegada e vamos garantir que estamos aqui para brigar pelo nosso mercado. Comprar HD produzido no Brasil vai valer a pena nos quesitos de custo e de garantia técnica", completa Surin.

O acordo firmado entre a Western Digital - que possui 31% do market share mundial de HDs - e a Digitron prevê um investimento conjunto de US$ 175 milhões na montagem, implantação e produção da fábrica. Para isso, 50 novos postos de trabalho foram criados. Os embarques de HDs começam ainda em outubro.