Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

03/01/2014 às 15:12

IE 11 triplica participação no mercado de browsers, revela análise

Escrito por: Redação
Fonte: INFO Online

Os analistas da Net Applications liberaram nesta semana os últimos dados relacionados à guerra dos navegadores, válidos para o período até dezembro de 2013. E quem mais ganhou espaço no mercado foi o Internet Explorer 11, que ficou com uma fatia de 10,42% depois de seu primeiro mês "cheio" disponível para download.

A análise foi divulgada pelo TheNextWeb, que mostra que o salto do broswer foi de mais de 7% em relação a novembro. A evolução se deve especialmente pela atualização do Windows 8 para o 8.1, que fez com que o uso do IE 10 caísse 6,45% graças à implantação da nova versão.

Ao todo, somando-se as duas últimas edições com a 6, a 7, a 8 e 9, o navegador da Microsoft segue dominando, com 57,81% do mercado. Desse total, 20,64% ainda são pertencentes à oitava versão, última utilizável pelos donos de computadores com Windows XP. O domínio da versão antiga mostra que o cenário ainda não é o melhor possível, mas ao menos o famigerado IE 6 ficou com apenas 4,43% do mercado.

Participação no mercado | Create infographics

Chrome e Firefox - Os rivais do browser da MS viram pouca variação em suas fatias. O uso do navegador do Google subiu 0,78% e chegou a 16,22%. Desse número, 12,88% já pertencem à versão 31 do programa, 0,45% são da 30 e 2,89% são das mais antigas - o que mostra novamente que as atualizações automáticas dele não são de tudo ruins.

No caso do browser da Mozilla, a participação caiu apenas 0,19%, para 18,35%, no mês de lançamento do Firefox 26. A última edição do aplicativo, disponível apenas a partir do dia 10 de dezembro, ficou com 6,6% desse total, enquanto a anterior abocanhou 7,48% e as mais antigas ficaram com 4,27%.

Método de análise - Como ressalta o TheNextWeb, a Net Applications faz as análises baseadas em dados de 160 milhões de usuários únicos de 40 mil websites de seus clientes. Justamente por isso, os números são diferentes de outras pesquisas que envolvem visualizações de páginas, que normalmente colocam o Chrome como o navegador mais usado.