Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

05/02/2016 às 13:13

Intercept se retrata após descobrir que repórter inventava fontes

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

Repórter diz que esquecia de mudar nomes nas matérias

Na última terça-feira (3/2), o site americano Intercept informou que um ex-funcionário, o repórter Juan Thompson, inventava fontes e utilizava diversas contas de e-mail falsas. O veículo corrigiu as reportagens e explicou que não seria possível garantir a veracidade das informações.
 
Segundo o comunicado da editora-chefe, Betsy Reed, o jornalista possuía ainda um endereço de e-mail no qual se passava por ela. “Pedimos desculpas para as pessoas retratadas nas matérias, para quem foi citado indevidamente e para vocês, nossos leitores”, disse. "Thompson fez um grande esforço para enganar seus editores", completou.
 
O repórter alegou que possuía o hábito de escrever rascunhos das matérias, marcar o nome das pessoas que queria entrevistar e depois procurá-las. Mas ele justificou que esquecia de trocar. “Era desleixo? Sim? Mas eu sou ‘foca’, e esperava ter uma editora competente e uma estrutura para me orientar, o que eu nunca tive na sua empresa", declarou.
 
Em uma das matérias, sobre homicídios na igreja de Charleston, em 2015, o jornalista inventou um primo de Dylan Roof, suspeito do atentado racista nos Estados Unidos, supostamente chamado Scott Roof.
 
Em "entrevista" ao repórter, Roof teria afirmado que Dylan virou racista quando uma garota pelo qual estava apaixonado começou a namorar um homem negro. A família dele, no entanto, disse que desconhecia Scott.
 
Após o Intercept publicar a retratação de sua editora-chefe no Twitter, uma editora do DNAInfo, site do qual Thompson foi estagiário em 2013, comentou: “Não posso dizer que não esperava isso.”