Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

04/10/2013 às 19:21

Iphan premiará finalistas em outubro

Escrito por: Redação
Fonte: Ministério da Cultura

4 de outubro de 2013

A solenidade de entrega do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade deste ano será realizada no dia 17 de outubro, a partir das 19h, no Cine Brasília, na capital federal. A cerimônia reunirá os oito vencedores de seis estados brasileiros (Pará, Bahia, Paraíba, Pernambuco, Sergipe e São Paulo). Cada um receberá R$ 20 mil e uma placa comemorativa como reconhecimento pelas ações que desenvolvem em prol da preservação, valorização e divulgação do Patrimônio Cultural Brasileiro.

A premiação criada em 1987 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), celebra, em 2013, os 120 anos de nascimento do modernista Mário de Andrade que, em 1936, a pedido do então ministro da Educação, Gustavo Capanema, elaborou o anteprojeto de lei que resultou na organização jurídica da proteção do patrimônio cultural brasileiro e na criação do atual IPHAN. A cerimônia contará também com show de José Miguel Wisnik, Ná Ozzetti e Banda.

Os vencedores foram selecionados, em agosto, pela Comissão Nacional de Avaliação. Os jurados foram unanimes em afirmar que é extremamente gratificante participar da avaliação dos projetos porque, mais que premiar os selecionados, o processo permite conhecer a diversidade da cultura brasileira e as mais variadas atividades de resgate da memória nacional e de divulgação, valorização e preservação do Patrimônio Cultural.

Este ano, o Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade recebeu 233 inscrições em todo o país, sendo que 76 foram as finalistas da etapa nacional.

Na edição 2013, os vencedores nacionais de cada categoria são os seguintes:

Patrimônio Material: Bens Imóveis e Paisagens Naturais e Culturais

Ação: Coleta, catalogação, higienização e montagem de fragmentos de azulejos da residência Victor Maria da Silva.

Proponente: Laboratório de Conservação, Restauração e Reabilitação - Lacore/UFPA

Estado: Pará

Conheça o projeto vencedor desta categoria clicando (aqui)

Patrimônio Material: Bens Móveis e Acervos Documentais

Ação: Centro de Memória Dorina Nowill

Proponente: Fundação Dorina Nowill para cegos

Estado: São Paulo

Conheça o projeto vencedor desta categoria clicando (aqui)

Patrimônio Imaterial

Ação: Museu do Patrimônio Vivo de João Pessoa

Proponente: Coletivo Jaraguá

Estado: Paraíba

Conheça o projeto vencedor desta categoria clicando (aqui)

Patrimônio Arqueológico

Ação: Circuitos Arqueológicos: Práticas Sociais da Arqueologia na Chapada Diamantina - Bahia

Proponente: Carlos Etchervarne

Estado: Bahia

Conheça o projeto vencedor desta categoria clicando (aqui)

Políticas Públicas, Programas e Projetos Governamentais

Ação: Programa educativo do Museu Histórico de Sergipe - 2010-2012

Proponente: Museu Histórico do Sergipe

Estado: Sergipe

Conheça o projeto vencedor desta categoria clicando (aqui)

Responsabilidade Social

Ação: Museu da Gente Sergipana - projetos e exposições

Proponente: Instituto Banese

Estado: Sergipe

Conheça o projeto vencedor desta categoria clicando (aqui)

Comunicação e Mobilização Social

Ação: Povos Indígenas no Brasil

Proponente: Instituto Socioambiental

Estado: São Paulo

Conheça o projeto vencedor desta categoria clicando (aqui)

Ações Educativas

Ação: Mané Gostoso e o Vaivém do Lúdico

Proponente: Centro de Criação Galpão das Artes

Estado: Pernambuco

Conheça o projeto vencedor desta categoria clicando (aqui)

Mario de Andrade e Rodrigo Melo Franco de Andrade

Muitos intelectuais, escritores e artistas colaboraram para consolidar a ideia de uma instituição voltada para a preservação do patrimônio cultural no Brasil entre os anos 1920 e 1930, entre eles Rodrigo Melo Franco de Andrade, Mario de Andrade, Lucio Costa, Carlos Drummond de Andrade, Sergio Buarque de Holanda e Manuel Bandeira.

O ministro da Educação e Saúde, Gustavo Capanema, em 1936, solicitou a Mário de Andrade a elaboração de um ante-projeto de lei para a organização jurídica da proteção do patrimônio cultural brasileiro e a criação do IPHAN. A partir deste trabalho, sob a coordenação de Rodrigo Melo Franco de Andrade, a instituição foi criada pela Lei Nº 378, de 13 de janeiro de 1937. Em 30 de novembro de 1937 é promulgado o Decreto-Lei Nº 25, que "organiza a proteção do patrimônio histórico e artístico nacional" e institui o instrumento do tombamento. Ainda hoje o Decreto-Lei Nº25 é o principal instrumento de preservação do patrimônio cultural brasileiro.

O advogado, jornalista e escritor Rodrigo Melo Franco de Andrade nasceu em 17 de agosto de 1898 em Belo Horizonte. Foi redator-chefe e diretor da Revista do Brasil. Iniciou a vida política como chefe de gabinete de Francisco Campos, atuando na equipe que integrou o Ministério da Educação e Saúde do governo Getúlio Vargas. Entre 1934 e 1945, período em que Gustavo Capanema era ministro da Educação, Rodrigo Melo Franco de Andrade integrou o grupo formado por intelectuais e artistas herdeiros dos ideais da Semana de 1922, quando se tornou o maior responsável pela consolidação jurídica do tema Patrimônio Cultural no Brasil. Em 1937 fundou o Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, atual IPHAN, que presidiu até 1967.

Mário de Andrade nasceu em São Paulo, em 9 de outubro de 1893. Poeta, romancista, musicólogo, historiador, crítico de arte e fotógrafo, foi um dos principais inspiradores do Modernismo no Brasil, exercendo grande influência na literatura e nas artes modernas brasileira. Esteve pessoalmente envolvido em praticamente todas as áreas que estiveram relacionadas com o modernismo. Suas fotografias e seus ensaios, que cobriam uma ampla variedade de assuntos, da história à literatura e à música. Depois de também trabalhar como professor de música e colunista de jornal, no fim de sua vida, tornou-se diretor-fundador do Departamento Municipal de Cultura de São Paulo, formalizando o papel que havia desempenhado durante muito tempo como catalisador da modernidade artística na cidade e no país.

Serviço:

Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade
Data: 17 de outubro de 2013, às 19h
Local: Cine Brasília  
Endereço: EQS 106/107 - Asa Su - Brasília - DF

(Iphan/MinC)
(Foto na home: Márcio Garcez - Museu da Gente Sergipana)
(Publicação: Ascom/MinC)