Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

14/10/2015 às 15:52

Irmão de correspondente do 'Washington Post' detido no Irã cobra sua libertação

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

Irmão pede que governo americano tome todas as medidas possíveis para libertá-lo

O irmão de Jason Rezaian, correspondente do Washington Post detido no Irã, descreveu a prisão dele como "cruel e desumana". Ali Rezaian pediu ao governo dos EUA para tomar "todas as medidas viáveis" para libertá-lo.
 
Rezaian, de 39 anos, foi preso em julho do ano passado acusado de espionagem e de outros crimes contra a Segurança Nacional, depois de trabalhar durante dois anos como correspondente em Teerã. Ele pode pegar até 20 anos de prisão.
 
De acordo com a Associated Press, Ali destacou que as acusações foram "forjadas" e não havia evidências de que seu irmão tentou acessar informações de segurança. "Jason perdeu 14 meses de sua vida, metade de seu casamento, e foi preso sem qualquer evidência sobre as acusações que são completamente falsas", disse.
 
O jornalista compareceu quatro vezes diante do Tribunal Revolucionário de Teerã desde maio. Uma corte especial do órgão é responsável por julgar crimes políticos e casos relacionados à segurança do país.
 
Washington chegou a solicitar que as autoridades iranianas libertassem Rezaian, mas Teerã, que não reconhece a dupla nacionalidade do profissional, alega que se trata de um caso exclusivamente iraniano.
 
Na última segunda-feira (12/10), o The Washington Post declarou ser uma "injustiça ultrajante" a condenação do correspondente. O jornal americano informou que trabalha com seus advogados e com a família do jornalista para apresentar uma apelação.