Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

11/02/2016 às 13:00

Israel suspende detenção de jornalista palestino, que mantém greve de fome

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

Jornalista manteve greve de fome após suspensão de sua prisão

Na última quinta-feira (4/2), a justiça israelense suspendeu a prisão — se acusação e julgamento — do jornalista palestino Mohammed al Qiq, em greve de fome há 73 dias. A medida foi adotada pelo frágil estado saúde do profissional, que alarmou diversas organizações internacionais.
 
De acordo com AFP, o Supremo Tribunal de Israel realizou apenas a suspensão da ordem de detenção administrativa al Qiq, que segue detido no hospital de Afula, ao norte de Israel, mas podendo agora receber a visita da família.
 
O jornalista era correspondente da televisão saudita Almajd TV Network. Ele foi preso detido em 21 de novembro em sua casa em Ramallah, na Cisjordânia. Em greve de fome desde 25 de novembro, ele protesta contra a "tortura e o tratamento ao qual era submetido durante seu interrogatório".
 
Mesmo após o afrouxamento de sua prisão al Qiq negou-se a encerrar a greve de fome, que coloca sua vida em risco, segundo informações de seu advogado Jawad Boulus.
 
Sem poder falar devido à fraqueza, o jornalista escreveu em um caderno que está "determinado a seguir com a greve de fome até conseguir a sua liberdade".