Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

03/12/2015 às 13:16

Jornais internacionais repercutem início do processo de impeachment de Dilma Rousseff

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

Processo de impeachment aberto por Cunha contra Dilma foi destaque na mídia

Veículos de comunicação de diversas partes do mundo pautaram a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, autorizado pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), na última quarta-feira (2/12).
 
Segundo AFP, o britânico The Guardian disse que o país entra em “sua pior crise política deste século”. A publicação lembrou que, "depois de meses de disputa política", Cunha deu sinal verde ao impeachment após deputados petistas anunciarem que decidiram votar contra ele no Conselho de Ética.
 
O jornal espanhol El País publicou uma longa matéria sobre o caso. Nela, mencionou a rejeição das contas de 2014 do governo, que chamou de “manobras fiscais irregulares”, como o argumento do pedido de impeachment. 
 
O diário reiterou também que se o impeachment for confirmado, o vice Michel Temer seria o sucessor e observou que “a semana começou mal para o governo”, com o anúncio da queda de 4,5% no Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro semestre. 
 
Já o argentino El Clarín afirmou que caso “provoca uma grande incerteza política, acentuando uma crise que se prolonga desde o início do ano”. O americano Wall Street Journal, citou a frase do presidente da Câmara, que disse não estar feliz por tomar a decisão. 
 
A agência Bloomberg diz que "a maioria dos brasileiros em pesquisas de opinião concordam que o Congresso deveria abrir processo de impeachment contra a presidente". A alemã Deutsche Welle ressalta que o processo começa num momento em que os índices de popularidade da presidente são baixíssimos.