Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

19/02/2016 às 13:39

Jornalista é baleado e morto durante cobertura de conflitos no Iêmen

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

Um jornalista iemenita foi morto a tiros na última terça-feira (16/2) ao reportar sobre os confrontos na cidade de Taiz

Um jornalista iemenita foi morto a tiros na última terça-feira (16/2) ao reportar sobre os confrontos na cidade de Taiz. Ahmed al-Shaibani, que trabalhava para o site Yaman Notícias e para a TV Yemen estatal, correu para se esconder quando homens armados abriram fogo.
 
Segundo o jornal The Guardian, um vídeo feito pelo canal de Yemen Shabab TV, e lançado no YouTube, mostrou al-Shaibani caindo no chão após um tiro fatal.
 
Não está claro quem foi o responsável, embora seus colegas acreditam que os tiros vieram de combatentes Houthi tentando tomar a cidade das forças leais ao presidente do Iêmen, Abd-Rabbu Mansour Hadi.
 
O fotógrafo Ahmed al-Basha disse ao Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) que ele e al-Shaibani faziam parte de um grupo de jornalistas que estavam relatando sobre o bombardeio de uma fábrica de plásticos por forças pró-Houthi.
 
Al-Basha, que trabalha para a Agence France-Presse, disse acreditar que atiradores Houthi alvejam propositadamente jornalistas. Ele também ficou sob fogo enquanto atravessava a rua.
 
"A prática de ter como alvos jornalistas e outros civis, infelizmente, virou norma em muitas zonas de conflito, mas raramente é tão documentado como no assassinato de Ahmed al-Shaibani", disse Jason Stern, um associado de pesquisa do CPJ.
 
As reportagens mais recentes de Al-Shaibani para o Yaman News documentava a deterioração da situação humanitária em Taiz.