Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

10/11/2015 às 13:26

Jornalista turco é procurado por pertencer a 'organizações terroristas'

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

Jornalista está desaparecido após receber mandado de prisão na Turquia

O jornalista turco Ekrem Dumanli, ex-editor-chefe do jornal Zaman, recebeu um mandado de prisão por pertencer a "organizações terroristas". A notificação foi encaminhada ao profissional em 18 de setembro e, desde então, ele está desaparecido.
 
De acordo com o jornal Daily News, Dumanh renunciou ao cargo e justificou ter sofrido uma "pressão ilícita" sobre o seu trabalho. O jornalista disse não ter conhecimento sobre o mandado de prisão. 
 
"A mídia pró-governo relatou que tenho sido procurado por 50 dias. Por que eu e meus advogados não têm conhecimento sobre o que se tem procurado por tanto tempo? O Ministério Público poderia ter me chamado em vez de violar a privacidade do inquérito. Eu posso não ver nenhuma boa vontade, nem justiça nesta investigação", escreveu em sua conta no Twitter.
 
No ano passado, Ekrem Dumanh e outros profissionais de imprensa foram detidos em meio a uma operação policial com grupos ligados à Gülen. Eles foram libertados após uma decisão do tribunal local.
 
O chamado clérigo Gülen, que possui milhões de seguidores no país e no mundo, é acusado pelo presidente Recep Tayyip Erdogan de organizar um Estado paralelo na intenção de derrubar o governo, infiltrando membros do grupo Hizmet nos poderes Judiciário e Legislativo.
 
O movimento era aliado de Erdogan, porém romperam quando um grupo de promotores e policiais ligados ao Hizmet passou a apurar uma suposta corrupção no círculo íntimo do presidente, em 2013.