Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

15/04/2013 às 16:21

Lei da TV Paga incentiva produções brasileiras, revela Ancine

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

Segundo dados da Ancine (Agência Nacional de Cinema), o número de produções brasileiras nos principais canais da TV paga no país foi quadruplicado nos últimos seis meses.

Leia também:
- Anatel disponibiliza consulta pública sobre distribuição de rádios FM
- Cartoon Network completa 20 anos em abril e lança programação especial
- TV paga totaliza 16,7 milhões de assinaturas em fevereiro, informa Anatel

Segundo o portal Terra, esse aumento se deu devido a Lei da TV Paga, que obriga os canais por assinatura que exibem, em sua maioria, filmes, séries, animação e documentários, a obrigação de veicular produções brasileiras por, pelo menos, três horas e trinta minutos semanais em seu horário nobre (11h às 14h e das 17h às 21h nos canais infantis e de 18h à meia-noite para os canais normais). A lei foi criada em 2011, mas só passou a vigorar em setembro de 2012.

Com essa lei, é esperado que a quantidade e a qualidade das produções brasileiras aumentem nos próximos anos. "O País está sendo capaz de produzir a sua própria imagem. Um país que não faz isso tem muita dificuldade de afirmação na cena internacional”, declarou Manoel Rangel, diretor da Ancine. "Estamos diante de uma explosão de demanda”, acrescentou.

A lei também estabelece que todos os pacotes oferecidos aos consumidores devem incluir um canal de espaço qualificado de programação brasileira para cada três canais de espaço qualificado.

Hoje, o Warner Channel já exibe a série de humor "Vida de Estagiário", a Fox estreou a série de suspense "Contos do Edgar", que adapta contos de Edgar Alan Poe. A Fox também prepara "Se Eu Fosse Você - A Série", versão televisiva do filme e a HBO prepara para maio a série "O Negócio".

A Ancine ainda estima que R$ 400 milhões anuais sejam gerados para o setor de audiovisual, graças à Lei da TV Paga.