Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

24/10/2013 às 15:01

Microsoft descarta ameaça da Apple com iWork gratuito: "Estão correndo atrás"

Escrito por: Redação
Fonte: IDG Now

Para diretor de comunicações, anúncio feito pela empresa de Cupertino nesta terça, 22/10, não pode ser visto como um ataque direto. Especialista discorda.

O diretor de comunicações da Microsoft, Frank Shaw, comentou a decisão da Apple distribuir o pacote de produtividade iWork para novos compradores de Macs e aparelhos iOS. Para o executivo, a ação da empresa é "uma tentativa de correr atrás".

Em um post sobre o assunto no blog oficial da Microsoft, Shaw criticou a cobertura da imprensa sobre a novidade da Apple. "Parece que o campo de distorção de realidade tipicamente gerado por um evento da Apple foi para além de Cupertino", afirmou. "Então deixe-me tentar esclarecer as coisas."

O diretor discordou das conclusões de alguns especialistas de que a decisão da Apple de distribuir o iWork de graça para novos compradores de Macs seria uma ameaça à Microsoft, seu pacote Office e sua estratégia para o mercado de tablets - a empresa de Redmond até hoje não possui um aplicativo do Office para iPads.

"Quando vejo a Apple baixando o preço dos seus aplicativos esforçados e leve, não penso nisso como um tiro contra nossos produtos, mas uma tentativa de correr atrás", afirma Shaw.

Especialista discorda

Para o analista da consultoria Moor Insights & Strategy, Patrick Moorhead, a ação da Apple foi exatamente um tiro contra a Microsoft. "Não sei nenhuma outra maneira de interpretar isso do que dizer que a Apple foi atrás da Microsoft", aponta.

O "isso" a que Moorhead se refere é a apresentação de slides mostrada pelo executivo da Apple, Eddy Cue, pouco antes de anunciar que o iWork seria gratuito para novos consumidores. O slide trazia o logo do Office 365, pacote de produtividade por assinatura da Microsoft, e citava o preço de 99 dólares ao ano do Office Home Premium.