Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

20/04/2012 às 08:59

Morte de autor de Drácula completa 100 anos nesta sexta-feira

Escrito por: Redação
Fonte: Zero Hora - Online

Bram Stoker foi um escritor irlandês muito conhecido por ter sido o autor de Drácula, a principal obra no desenvolvimento do mito literário moderno do vampiro.

Estudou em Dublin e escreveu seu primeiro ensaio aos 16 anos Em 1878 Stoker casou-se com Florence Balcombe. Com a mulher, mudou-se para Londres, onde passou a trabalhar na companhia teatral Irving Lyceum, assumindo várias funções e permanecendo nela por 27 anos.

Trabalhando para o ator Henry Irving, Stoker viajou por vários países, apesar de nunca ter visitado a Europa Oriental, cenário de seu famoso romance. Antes de escrever Dráula, Stoker passou vários anos pesquisando folclore europeu e as histórias mitológicas dos vampiros. Começou o livro em 1890 e o publicou em 26 de maio de 1897. Ao todo, o escritor publicou 12 obras.

Depois de sofrer uma série de derrames cerebrais, Stoker faleceu em Londres, em 20 de abril de 1912 – data que completa nesta sexta, portanto,100 anos.

Drácula foi um marco na literatura de horror e foi adaptado para o cinema pela primeira vez em 1922, com o filme Nosferatu. Na sequência, inúmeras produções do gênero surgiram.

Relembre algumas:

Nosferatu (1922): um dos maiores clássicos, mudo, fruto do expressionismo alemão, dirigido pelo F.W. Murnau.

Hutter (Gustav von Wangenheim), agente imobiliário, viaja até os Montes Cárpatos para vender um castelo no Mar Báltico cujo proprietário é o excêntrico conde Graf Orlock (Max Schreck), que na verdade é um milenar vampiro que, buscando poder, se muda para Bremen, Alemanha, espalhando o terror na região.

 

M., O Vampiro de Dusseldorf (1931), filme histórico dirigido pelo Fritz Lang, produção alemã.

Assassino em série na cidade alemã de Dusseldorf põe a polícia e a população em estado de alerta máximo. Obra-prima do Expressinismo Alemão, M já serviu de inspiração para inúmeros outros cineastas, que vêem em sua fotografia uma maneira própria de fazer cinema.

A Dança dos Vampiros (1967), de Roman Polanski, com a musa Sharon Tate.

Abronsius (Jack MacGowran) é um professor universitário especialista em vampiros que decide ir até a Transilvânia, no coração da Europa Central, acompanhado de seu fiel discípulo Alfred (Roman Polanski), que infelizmente é bem medroso.

 

Nosferatu, o Vampuiuro da Noite (1979), de Werner Herzog, mestre do "novo cinema alemão", dirige uma espécie de releitura do clássico de 1922, de Murnau.

Baseado no livro Drácula, de Bram Stoker, Nosferatu conta a jornada de Jonathan Harker (Bruno Ganz) pelo reino de horror do Conde Drácula (Klaus Kinski, em magnífica atuação), um maligno vampiro obcecado por sua esposa, a bela Lucy (Isabelle Adjani).

 

A Hora do Espanto (1985), clássico absoluto da Sessão da Tarde, de Tom Holland. Teve uma refilmagem que estreou em 2011 nos cinemas, com Colin Farrell como o vampiro.

Para o jovem Charley Webster (William Ragsdale) nada poderia ser melhor que um velho filme de terror bem tarde da noite. Assim, quando novos moradores ocupam a casa vizinha a experiência de Charley não deixa nenhuma dúvida de que o comportamento estranho dos novos vizinhos é explicado pelo fato de eles serem vampiros. Charley pede ajuda a Peter Vincent (Roddy McDowell), o apresentador do programa de terror preferido de Charley, mas acontece que Peter, além de covarde, não acredita em vampiros e está neste negócio apenas por dinheiro.

 

Drácula de Bram Stocker (1992), de Francis Ford Coppola, ajudou a trazer de volta o imaginário dos vampiros para um primeiro plano na cultura popular.

No século XV, um líder e guerreiro dos Cárpatos renega a Igreja quando esta se recusa a enterrar em solo sagrado a mulher que amava, pois ela se matou acreditando que ele estava morto. Assim, perambula através dos séculos como um morto-vivo e, ao contratar um advogado, descobre que a noiva deste a reencarnação da sua amada. Deste modo, o deixa preso com suas "noivas" e vai para a Londres da Inglaterra vitoriana, no intuito de encontrar a mulher que sempre amou através dos séculos.

Entrevista com o Vampiro (1994), de Neil Jordan, com Brad Pitt e Tom Cruise, filme popular, explorou a figura do vampiro como galã

Acidentalmente um repórter (Christian Slater) começa uma conversa com um homem (Brad Pitt) que diz ser um vampiro com duzentos anos e conta a trajetória de sua vida, desde a época em que ainda não era vampiro e como foi infectado pelo vampiro Lestat (Tom Cruise), com quem teve grandes aventuras mas também grandes desavenças.

Crepúsculo (2008), primeira adaptação do best-seller de Stephanie Meyer, traz a mitologia do vampiro"light", que caiu como uma luva como produto para consumo dos adolescentes.

Isabella Swan (Kristen Stewart) e seu pai, Charlie (Billy Burke), mudaram-se recentemente. No novo colégio ela logo conhece Edward Cullen (Robert Pattinson), um jovem admirado por todas as garotas locais e que mantém uma aura de mistério em torno de si. Eles aos poucos se apaixonam, mas Edward sabe que isto põe a vida de Isabella em risco