Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

18/03/2013 às 11:40

Música Brega vai ganhar série no Canal Brasil

Escrito por: Redação
Fonte: Adnews

O documentário 'Vou Rifar Meu Coração', exibido nos cinemas em 2012, vai virar série no Canal Brasil, conforme informa o colunista Daniel Castro.

A obra, dirigida por Ana Rieper, trata do imaginário romântico, erótico e afetivo brasileiro a partir da obra dos principais nomes da música popular romântica, também conhecida como brega.

A película traz depoimentos de expoentes do gênero, como Wando, Agnaldo Timóteo e Amado Batista, além de mostrar a influência dos "clássicos" bregas nas vidas românticas e eróticas de pessoas comuns.

No Canal Brasil, o filme renderá seis episódios de meia hora cada. Boa parte da série será composta de material inédito, que não coube no longa-metragem.

Segundo Andre Saddy, gerente de marketing e desenvolvimento do Canal Brasil, "uma parte é o material do filme, mas com um olhar inédito. Os episódios serão divididos por temas".

A transformação de documentários como Vou Rifar Meu Coração em séries é uma nova estratégia de programação do Canal Brasil, que viu sua cobertura saltar de 3,5 milhões de domicílios para 12,5 milhões da noite para o dia, em novembro, aumentando sua audiência em 83% em um mês, graças à nova lei da TV por assinatura, que cria cotas para canais brasileiros.

O primeiro filme a virar série foi Beyond Ipanema, atualmente em exibição aos domingos, às 21h30.

O programa, sobre a influência da música brasileira no mundo, era para ser um filme, mas o longa-metragem ficou restritos aos mais de 50 festivais em que circulou desde 2009.

Beyond Ipanema não chegou a ser lançado em circuito comercial por causa dos altos custos dos direitos autorais das músicas. Na TV, esses direitos são mais baratos.

O Canal Brasil já garantiu outras duas novas séries baseadas em documentários.

Uma delas será Olho Nu, filme de Joel Pizzini sobre Ney Matogrosso. A outra será Luz, Anima, Ação, documentário original sobre a produção de desenho animado no Brasil.