Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

06/03/2013 às 10:30

No RS, Marta Suplicy diz que estado se destaca quando assunto é cultura

Escrito por: Redação
Fonte: G1

Ministra concedeu entrevista em programa da RBS TV nesta quarta (6).Na terça (5) ela apresentou o programa vale-cultura em Porto Alegre.

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, disse nesta quarta-feira (6) que o Rio Grande do Sul e a cidade de Porto Alegre se destacam em assuntos culturais. Ela visita o estado para apresentar o programa vale-cultura, sancionado em dezembro de 2012 pela presidente Dilma Rousseff, e que prevê que trabalhadores contratados em regime CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) que recebem até cinco salários mínimos (R$ 3.390 mil) recebam um vale mensal de R$ 50 para gastar em eventos ou produtos culturais.

"Aqui vocês estão na frente, fiquei muito satisfeita ontem (terça, 5). Visitei o prefeito (José) Fortunati, e a prefeitura já aderiu ao sistema nacional de cultura, onde é possível passar recurso para a cidade de forma mais tranquila. E o governador Tarso Genro, ontem, no Palácio (Piratini), entregou o Plano Estadual de Cultura, que vai ser transformado em Projeto de Lei", destacou a ministra durante entrevista ao programa Bom Dia Rio Grande, da RBS TV (veja o vídeo acima).

O Plano Estadual da Cultura, citado por Marta Suplicy, estará disponível a partir do dia 18 de março até 30 de abril no Gabinete Digital, conforme informa o governo. A ferramenta receberá contribuições e sugestões relativas ao texto, que estabelece as diretrizes e ações para o desenvolvimento da cultura no estado até 2023. O PL foi assinado na presença da ministra.
O evento no Palácio Piratini também marcou o lançamento do Mapa Digital RS, uma plataforma colaborativa com o catálogo de bibliotecas e museus presentes em território gaúcho. O projeto funcionará como serviço de utilidade pública a cidadãos e turistas, além de permitir a construção colaborativa de uma cartografia completa das diferentes matizes culturais do estado. O formulário para postar informações de cultura já pode ser preenchido no endereço www.cultura.rs.gov.br/mapa.

"É muito bom, porque muda a prefeitura, muda o governo, e o RS tem um sistema nacional de cultura, que é tão importante como foi o SUS para a Saúde, já que funciona para uma forma de repasse muito melhor", comparou.

Segundo a ministra, o Rio Grande do Sul possui, em potencial, 800 mil trabalhadores que ganham até cinco salários mínimos, "o que dá acesso a uma profusão de produções culturais", segundo ela. O vale-cultura será um cartão magnético que poderá ser utilizado em estabelecimentos culturais como cinema, teatro, livrarias, e TV por assinatura. Este último ainda em discussão. "Na TV por assinatura a pessoa tem acesso a filmes e programas culturais interessantes, mas ao mesmo tempo não os experimentam", argumentou.

Somente receberão o benefício os empregados das empresas que aderirem ao projeto. O trabalhador terá um desconto de até 10% (R$ 5) do valor do vale. A empresa paga os R$ 45 restantes. O funcionário pode optar por não receber o valor.

A ministra afirma que os trabalhadores devem começar a receber o valor a partir do próximo mês de julho. Segundo ela, o Ministério da Cultura tem negociado com as empresas para aumentar a adesão ao projeto.