Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

26/12/2011 às 09:51

Nota de esclarecimento

Escrito por: Redação
Fonte: Ministério da Cultura

MinC elucida confusões de artigo publicado pelo Correio Braziliense

A respeito do artigo “Mágicas estatísticas norteiam políticas culturais” (22/12, pág.21), o Ministério da Cultura esclarece:

1) O embasamento em dados estatísticos e indicadores confiáveis foi o primeiro passo dado pelo MinC para a estruturação de sua Secretaria da Economia Criativa;

2) As estatísticas que ancoram suas políticas fundamentam-se em metodologias homologadas por organismos como ONU, UNESCO, UNCTAD, OCDE etc.;

3) O fato de o MinC buscar a sustentabilidade da cultura – uma necessidade inescapável – anda coerentemente junto com o reforço das atividades que dependem do apoio do Estado, tanto que mantém a política dos mais variados editais, além da modernização do incentivo etc.;

4) O MinC assinou convênios com Ipea e Sebrae, e prepara um com o IBGE, para a produção de estatísticas sobre a economia da cultura –indispensáveis para políticas públicas assertivas.

Luiz Antônio Gouveia de Oliveira
Diretor de Desenvolvimento e Monitoramento da Secretaria da Economia Criativa (em estruturação)
Ministério da Cultura