Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

30/03/2016 às 15:46

Obama critica cobertura branda das campanhas presidenciais americanas

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

Durante um jantar na última segunda-feira (28/3), o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, criticou  a cobertura jornalística dos jornais americanos sobre a campanha presidencial. Para ele, o ritmo veloz na busca pela notícia e pressões financeiras sobre o jornalismo têm tornado os discursos mais brandos sobre os pré-candidatos. 
 
Segundo G1, Obama associou a baixa qualidade da cobertura ao fato de que o jornalismo político vem sendo limitado por orçamentos cada vez menores nas redações, barateado na busca somente de cliques ou compartilhamentos nas redes sociais. 
 
O presidente ainda pressionou os jornalistas a exporem perguntas mais difíceis aos pré-candidatos e irem mais a fundo nas entrevistas e debates. Ele alertou ainda para a constante cobertura de violência nos comícios e promessas de campanhas fantasiosas – em alusão ao pré-candidato republicano Donald Trump, líder nas pesquisas. 
 
"A pergunta número um que estou ouvindo quando viajo pelo mundo ou falo com líderes mundiais neste momento é 'o que está acontecendo na América?' no que diz respeito à nossa política", disse. 
 
Obama comparou a situação às eleições de 2008, data de sua primeira campanha presidencial. Ele diz que, na época, o candidato pagaria um preço, caso prometesse uma coisa e logo depois fizesse algo totalmente diferente.
 
Segundo o The New York Times, até o começo de março Trump já tinha obtido o equivalente à 1,9 bilhão de dólares em cobertura midiática e sua principal rival, Hillary Clinton, do partido democrata, outros 746 milhões de dólares.