Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

16/01/2014 às 18:03

Oferta pela TIM pode ser vetada por diretores independentes, diz Telecom Italia

Escrito por: Redação
Fonte: O Globo Online

Segundo empresa, qualquer operação de venda da operadora no Brasil teria de passar por análise especial de acionistas

MILÃO - A Telecom Italia afirmou nesta quinta-feira que qualquer oferta pela TIM Brasil deve ser avaliada por diretores independentes, o que pode complicar a venda da valorizada unidade brasileira.

A TIM Brasil é a maior fonte de crescimento da Telecom Italia, mas se tornou foco de uma disputa de acionistas sobre como o grupo de telecomunicações italiano deve reduzir sua dívida e financiar necessários investimentos domésticos.

Em comunicado, a Telecom Italia disse que qualquer operação extraordinária envolvendo sua fatia na companhia brasileira seguiria "procedimentos com partes relacionadas", que requerem uma análise de um comitê de membros independentes do Conselho.

A Telecom Italia afirmou que nenhum plano ou negociação para vender a TIM Brasil está em curso e disse que não recebeu nenhuma oferta pela unidade.

A espanhola Telefónica controla a Telecom Italia junto com outras três instituições financeiras italianas por meio de uma fatia de 22,4% detida na companhia através do veículo de investimento Telco.

Fontes com conhecimento da situação afirmaram que a Telefónica busca desmembrar a TIM e dividir seus ativos com outras operadoras móveis no Brasil para solucionar seus próprios problemas antitruste no país.

A Telecom Italia, que controla a TIM, e a Telefónica, que controla a Vivo, são competidoras diretas no Brasil e o investidor rebelde Marco Fossati disse que tal conflito de interesses pode forçar o diretor executivo Marco Patuano a tomar decisões favorecendo o grupo espanhol.

A decisão desta quinta-feira significa que qualquer venda da TIM Brasil pode necessitar de aprovação de uma reunião especial de acionistas na qual a Telefónica, se identificada como parte relacionada, não teria direito a voto.

Por outro lado, a análise dos diretores independentes pode proteger a Telecom Italia de acusações de conflito de interesse.