Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

19/05/2017 às 14:28

Oi reconhece um total em dívidas de R$ 64 bilhões

Escrito por: Luís Osvaldo Grossmann
Fonte: Convergência Digital

A Oi reconhece dívidas de R$ 63,95 bilhões, conforme nova lista apresentada à 7a Vara Empresarial do Rio de Janeiro e em que pese serem listados mais de 55 mil credores, apenas nove grupos concentram quase 90% do total devido pela operadora brasileira. 
 
No topo estão os americanos NY Mellon e Citigroup, que representam credores com R$ 32,3 bilhões em títulos da tele em recuperação judicial. Em seguida vem a Anatel, que sozinha cobra R$ 11 bilhões em multas aplicadas e não pagas pela Oi. Banco do Brasil, BNDES, Caixa e Itaú somam outros R$ 10,5 bilhões. Com o China Development Bank (R$ 2,2 bi) e o BNP Paribas (R$ 1 bi), o montante soma R$ 57 bilhões do total. O BNDES é o único de toda a lista a contar com garantias reais.
 
A lista inclui vários outros bancos (Bradesco, Votorantim, Crédit Agricole, etc), além de dívidas trabalhistas de R$ 912 milhões e pendências com microempresas, apresentadas também separadamente, de R$ 68 milhões. Há ainda R$ 138 milhões em pendências com a Nokia Siemens, R$ 58 milhões com a Huawei e R$ 31 milhões com a Ericsson. 
 
Haverá um prazo de 30 dias para contestações à nova lista. Enquanto isso, na véspera da divulgação a 7a Vara Empresarial do Rio de Janeiro, onde corre a recuperação judicial, prorrogou por mais 180 dias a suspensão das cobranças contra a tele. Ou até que a Assembleia de credores defina o futuro da operadora. A proposta à mesa é de abatimento de 70% da dívida e a conversão do restante em até 38% da empresa.