Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

07/10/2013 às 20:21

Pesquisa revela que novos dispositivos dominam gastos globais com TI

Escrito por: Redação
Fonte: Jornal do Commércio (PE)

Em 2020, haverá até 30 bilhoes de dispositivos com endereços IP únicos e a maioria será de produtos

WASHINGTON - Os gastos globais com tecnologia da informaçao devem atingir os US$ 3,8 trilhoes em 2014, liderados pelo crescimento de dispositivos conectados, de joias a geladeiras, afirmaram cientistas nesta segunda-feira. Um relatório da consultoria internacional em tecnologia Gartner informou que os gastos com TI deve aumentar 3,6% a partir de 2013.

A vasta expansao de dispositivos digitais afeta quase todas as indústrias, no que é chamado de Economia Industrial Digital, segundo o pesquisador da Gartner, Peter Sondergaard.

Sondergaard disse que isso significa que toda empresa está se tornando tecnológica em uma era que chamou de "internet das coisas". "A digitalizaçao expoe cada parte do seu negócio e suas operaçoes neste sentido", acrescentou. "É a forma de se atingir clientes e cidadaos, a forma de gerenciar uma empresa física e como voce gera renda ou presta serviços".

"Os empreendimentos que fazem isto hoje estao se diferenciando e vao liderar, coletivamente, a nova Economia Industrial Digital", prosseguiu.

Segundo a Gartner, em 2009 havia 2,5 bilhoes de dispositivos conectados a endereços IP únicos na internet, a maioria deles celulares e computadores. Em 2020, haverá até 30 bilhoes de dispositivos com endereços IP únicos e a maioria será de produtos.

A Gartner preve que o valor econômico total agregado da Internet das Coisas será de US$ 1,9 trilhao em 2020, beneficiando um vasto campo de indústrias, como empresas de saúde, varejo e transportes. "A informática será barata e oculta. Nao saberemos que está lá. Estará nas joias e nas roupas que usamos", afirmou Sondergaard.

"Vamos lavar mais computadores (conectados rs nossas roupas) em uma semana do que usamos em toda a nossa vida até agora", continuou.

Segundo a Gartner, em 2017, novas categorias de dispositivos, como celulares, tablets e PCs ultra portáteis representarao mais de 80% dos gastos com dispositivos e os tablets responderao por quase a metade das aquisiçoes do primeiro computador.