Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

09/10/2013 às 02:30

Premiê do Canadá diz estar preocupado com espionagem

Escrito por: Redação
Fonte: Folha de São Paulo - Impressa

Harper afirma que não pode comentar acusação de vigilância contra o Brasil Denúncia foi feita com base em documentação passada pelo ex-agente Edward Snowden e revelada no Fantástico

Na primeira declaração sobre o tema, o premiê do Canadá, Stephen Harper, expressou ontem "preocupação" com as acusações de que a agência de inteligência do seu país espionou o Ministério de Minas e Energia do Brasil.

Anteontem, a presidente Dilma Rousseff exigiu explicações sobre denúncia do programa "Fantástico", da Rede Globo, de que o serviço de segurança do Canadá espionou o ministério e um ex-embaixador do Brasil.

Ontem, durante visita à Indonésia, Harper disse que estava "obviamente muito preocupado com essa história" e que "as autoridades canadenses estão em contato muito pró-ativo com seus homólogos (brasileiros)".

Ele afirmou, porém, que não pode "comentar operações de segurança nacional" e não especificou quais autoridades foram contatadas.

O repórter Glenn Greenwald, que obteve as informações com Edward Snowden, ex-prestador de serviços da agência de segurança dos EUA, disse à rede de rádio e TV CBC, do Canadá, ter provas de mais ações de espionagem do país no exterior.

Um dos alvos poderia ser a Vale, que tem forte atuação no Canadá. A empresa diz desconhecer se foi espionada e afirma não ter recebido nenhuma mensagem do governo brasileiro sobre isso.

A Folha apurou que, para a empresa, a suposta espionagem visou o setor de petróleo, e não o de mineração.

O Canadá é um dos países com maior atuação em exploração mineral no mundo.

Colaborou a Sucursal do Rio