Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

15/03/2010 às 12:24

Presidente do Equador defende lei de comunicação e critica imprensa da América Latina

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

A Assembleia Legislativa do Equador debate um projeto de lei que prevê sanção a jornalistas e até cassação da licença de funcionamento de meios de comunicação que atuarem contra as regras locais. No último sábado (13), o presidente Rafael Correa defendeu a aprovação do projeto e criticou a atuação da imprensa nos países latinos.

"Claramente, na América Latina e, em particular, no Equador, os meios de comunicação são um poder real. O que é equilíbrio de poder para a imprensa? Ela julga, condena, reivindica e destrói, mas com que direito? O poder informativo é imenso e por mais ético que seja, o que não é o caso da maioria da imprensa no Equador, deve haver um contraponto", afirmou o presidente, em entrevista ao jornal El Mercúrio, do Chile.

Na ocasião, Correa ainda contestou relatório divulgado pelo Departamento de Estado norte-americano, que cita casos de abusos à liberdade de imprensa e direitos humanos no Equador.

Durante a entrevista, o presidente equatoriano ainda defendeu a posição do governo cubano no caso envolvendo o preso político Orlando Zapata, morto após passar 85 dias em greve de fome. Segundo Correa, o dissidente cubano não era um preso político, mas sim um "deliquente".