Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

09/10/2013 às 17:00

"Publiquei tudo que sei", diz jornalista americano que denunciou espionagem

Escrito por: Redação
Fonte: Jornal do Brasil

O jornalista americano Glenn Greenwald, que denunciou a espionagem dos Estados Unidos ao governo e a empresas brasileiras, afirmou nesta quarta-feira que já publicou todas as informações que possuía sobre o assunto. "Todas as informações que eu sei já foram publicadas", disse Greenwald, durante uma audiência pública da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Espionagem do Senado. O companheiro dele, o estudante brasileiro David Miranda, também está presente.

"O que eu sei, eu já publiquei", afirmou Greenwald. "Eu não posso falar mais sobre a espionagem contra a Petrobras", disse ele, após ser questionado sobre a interceptação na estatal brasileira.

Segundo as denúncias do jornalista, a Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês) teria espionado órgãos do governo brasileiro, inclusive a presidente Dilma Rousseff, além de empresas - entre elas, a Petrobras. Greenwald e Miranda moram no Rio de Janeiro.

Em agosto, o brasileiro foi detido no aeroporto de Heathrow, em Londres, quando embarcava para o Brasil. Miranda foi interrogado por nove horas seguidas. As autoridades britânicas confiscaram seu telefone e os equipamentos de informática que trazia consigo, mas ele foi libertado sem qualquer acusação.

A oitiva de Greenwald foi antecipada pela presidente da CPI, senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM). A senadora não descarta a hipótese de integrantes da CPI irem à Rússia ouvir o americano Edward Snowden, técnico de informática que trabalhava para a Agência Central de Inteligência (CIA, no acrônimo em inglês) e fonte das denúncias publicadas por Greenwald. O governo russo concedeu asilo ao técnico, e a ida dos senadores a Moscou depende de autorização das autoridades daquele país.