Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

30/11/2009 às 23:58

Rádio e internet lideram estudo de credibilidade

Escrito por: Redação
Fonte: Coletiva.net

Especialistas apontam o amadurecimento do público da web e integração entre os dois meios como responsáveis pelo resultado

Pesquisa divulgada no começo do mês mostra que o rádio e a internet lideram em credibilidade, na frente da TV, jornais impressos e revistas. Para especialistas, o amadurecimento do público da web, a modernização e integração entre os dois meios são responsáveis pelo resultado. O estudo Vox Populi, encomendado pela empresa de comunicação Máquina da Notícia, apontou que, em uma escala de 1 a 10, o rádio teve nota 8,21, quase empatado com a internet que somou 8,20, seguidos pela TV com 8,12; jornal impresso com 7,99; revista com 7,79 e redes sociais com 7,74.

De acordo com o jornalista Alvaro Bufarah, outra pesquisa do Instituto Marplan revela que o rádio se integra muito bem à internet. “O rádio é o meio que melhor se adapta às novas mídias, porque é um meio de companhia, que as pessoas usam pra se informar e entreter. A internet e o rádio se somam de forma ímpar. O rádio se potencializa ainda mais com a internet”, explica.

Pollyana Ferrari, especialista em mídias digitais e autora do livro Jornalismo Digital, concorda com Bufarah e acredita no poder da integração das mídias. “O caso mais recente é o do apagão. O Twitter e o rádio é que deram suporte o tempo inteiro. Os brasileiros gostam de compartilhar e trocar informações, e isso atinge todas as classes. Esse é um case muito interessante”, destacou.

Para a especialista, três fatores explicam essa mudança de cenário. “De 2000 até hoje tivemos um amadurecimento do perfil do usuário, o crescimento da banda larga e o aprimoramento do jornalismo multimídia, que desde 2005 tem feito um trabalho muito interessante nos portais”, afirma.

Ela lembra, também, que a web já foi muito criticada como meio de informação. “Sofremos durante muito tempo por criticarem o conteúdo dos meios online, mas agora os leitores perceberam que existe muita coisa boa nos portais". Com o avanço das novas mídias, Pollyana aposta e defende o uso de outras plataformas pelas empresas.