Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

23/04/2013 às 11:41

RS: Plano Estadual do Livro, Leitura e Literatura terá consulta pública

Escrito por: Marco Aurélio Weissheimer
Fonte: RSUrgente

A Secretaria Estadual da Cultura do Rio Grande do Sul e o Gabinete Digital do Governo do Estado lançam dia 23 de abril, Dia Mundial do Livro, às 11 horas, no Salão Alberto Pasqualini do Palácio Piratini, uma consulta pública para o Plano Estadual do Livro, Leitura e Literatura (PELLL). Nesta consulta, que durará 45 dias, a população poderá sugerir propostas e políticas para o Rio Grande do Sul na área da leitura. O evento contará com a presença do secretário executivo do Plano Nacional do Livro, José Castilho Marques Neto.

O Plano vem sendo construído desde maio do ano passado com a participação das secretarias da Cultura e da Educação, escritores, editores, livreiros, professores, bibliotecários e entidades amigas do livro. Foi elaborado um texto-base, de acordo com o Plano Nacional do Livro, estruturado em torno de quatro eixos: democratização do acesso; fomento à leitura e à formação de mediadores; valorização institucional da leitura e desenvolvimento da economia do livro.

Uma das prioridades do plano é implantar novas bibliotecas no Estado e modernizar as 531 atuais. Para tanto será aberto um novo edital para a Modernização de Bibliotecas, com 46 vagas destinadas a municípios com menos de 10 mil habitantes, totalizando um investimento de R$ 920 mil (R$ 20 mil para cada município contemplado).

Em 2011, 32 bibliotecas municipais foram modernizadas pela Secretaria da Cultura. Até o final de 2013, segundo a Sedac, 111 bibliotecas públicas municipais estarão modernizadas no Estado. Ao todo, desde 2011, o Governo do Estado, por meio da Sedac, e do Ministério da Cultura, investiram, desde 2011, cerca de R$ 4,5 milhões no setor.

Agentes de Leitura
Também será lançado o edital “Agentes de Leitura” com recursos de R$ 1,78 milhão, também por meio de convênio entre MinC e Sedac, que concede 220 bolsas de complementação de renda, no valor mensal unitário de R$ 350,00. Podem candidatar-se jovens e adultos, entre 18 e 29 anos, com habilidades para a ação e difusão cultural. Esses agentes de leitura atuarão em suas comunidades – serão privilegiadas as mais carentes, seguindo critérios do Índice de Desenvolvimento Humano – facilitando o acesso da população aos bens e serviços culturais disponibilizados pelo Estado.

O projeto, integrante do Programa Mais Cultura, foi inspirado na experiência do Ceará, criada em 2005 pelo Governo do Estado. Esta é uma das estratégias do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL) visando à democratização do acesso ao livro e formação leitora. As bolsas concedidas têm duração de um ano, podendo ser prorrogadas por igual período. Cada jovem cadastra um grupo de até 25 famílias de sua comunidade, onde desenvolve atividades de formação leitora, por meio de visitas domiciliares, empréstimos de livros, rodas de leitura, narrativa de histórias, criação de clubes de leitura e saraus literários abertos à população em geral.

Autor-presente
O projeto Autor Presente, do Instituto Estadual do Livro, que leva os escritores às escolas públicas, lançará uma edição especial nos Territórios da Paz, presídios, asilos, públicos em situação de vulnerabilidade. No dia 3 de maio, às 14h, os PoETs estarão no presídio Madre Pelletier. Além disso, será lançado o número 04 da revista VOX: com o tema: literatura e medicina. E cada uma das bibliotecas públicas estaduais terá atividades individuais durante o dia todo.

Ainda no dia Dia Internacional do Livro (23 de abril), o Instituto Estadual do Livro distribuirá, na Redenção, 50 de suas publicações dos últimos dois anos. O projeto, já realizado em 2011 e 2012, tem o objetivo de disseminar literatura de qualidade à população rio-grandense. O livro vem acompanhado de um adesivo escrito Leia e passe adiante. A ideia é distribuir esses livros em locais públicos e inusitados, bancos, monumentos, gramados, árvores, para que a população visitante possa levar o exemplar, ler e/ou passar para outra pessoa. O projeto tem o apoio da Associação Lígia Averbuck, associação de amigos do IEL.