Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

15/06/2010 às 23:13

RSF pondera impactos negativos da lei das comunicações do Equador

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) divulgou nesta terça-feira (15) um relatório que analisa a liberdade de expressão no Equador, que vem sendo ameaçada devido a constantes conflitos entre o presidente Rafael Correa e os jornalistas.

O documento foi divulgado às vésperas da implantação definitiva da polêmica lei das comunicações do Equador, prevista para 18 de junho e proposta por Correa. Profissionais de imprensa do país afirmam que, caso seja aprovada, a medida afetará a liberdade de imprensa e de discurso no país, uma vez que permitirá a criação de argumentos capazes de gerar ações judiciais contra jornalistas.

De acordo com a RSF, o Equador apresenta um alto nível de polarização, já que de um lado há uma imprensa pública muito próxima ao governo e do outro, meios de comunicação opositores ao presidente.

O documento da RSF ainda pondera o impacto negativo da lei. "Reconhecemos que a futura lei equatoriana tenha uma intenção real de democratizar o espaço da mídia". A organização, no entanto, também alertou para algumas características da medida que possam levar a autocensura dos jornalistas, como, por exemplo, a de que há problemas em notícias que possam gerar comoções públicas.

A RSF ainda divulgou um vídeo com mais informações sobre as mudanças da liberdade de expressão no país.