Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

03/11/2015 às 13:12

RSF renomeia ruas de Paris em protesto à violência contra jornalistas

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

ONG lembrou jornalistas mortos ao renomear ruas em Paris

Para marcar o Dia Internacional pelo Fim da Impunidade de crimes contra profissionais de imprensa, celebrado na última segunda-feira (2/11), a Organização Repórteres Sem Fonteiras (RSF) renomeou 12 ruas de Paris em protesto aos assassinatos, torturas e desaparecimento de jornalistas em todo o mundo. 
 
De acordo com o site americano Poynter, as ruas foram alteradas para as embaixadas dos países onde os jornalistas têm sido vítimas de crimes impunes. A iniciativa visava chamar a atenção para o fracasso em agir contra a violência e cobrar justiça.
 
Um relatório Tendências Mundiais sobre Liberdade de Expressão e Desenvolvimento dos Meios 2015, da Unesco, apontou que, em média, um jornalista é morto por semana no mundo e menos de 6% do total de 593 assassinatos (2006-2013) foram resolvidos, apontou a Unesco. Entre 2013 e 2014, 178 profissionais de imprensa foram mortos.
 
A organização Repórteres sem Fronteiras (RSF) informou que, na última década foram registradas 700 mortes de profissionais de imprensa. De acordo com a entidade, o número de jornalistas assassinados ou torturados é uma tendência crescente no mundo.
 
Um recente relatório do Comitê para Proteção dos Jornalistas (CPJ) também expôs o imbróglio dos casos de crimes contra jornalistas. O Brasil está na 11ª posição dos 14 países classificados. Em primeiro lugar está a Somália, seguida do Iraque e da Síria.
 
Assista ao vídeo aqui.