Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

25/01/2016 às 16:40

SIP condena morte de ex-chefe de imprensa da Assembleia Nacional venezuelana

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) repudiou o assassinato do jornalista Ricardo Durán, ex-chefe de imprensa da Assembleia Nacional da Venezuela, e cobrou uma investigação para encontrar os responsáveis pelo crime.
 
"Nós pedimos que as autoridades investiguem a morte de Durán com rapidez e profundidade para determinar se o assassinato tem ligação com as atividades dele como jornalista", ponderou o responsável pela liberdade de expressão da entidade, Claudio Paolillo, em comunicado.
 
Segundo a AFP, Ricardo Durán, de 45 anos, foi morto na noite da última terça-feira (19/1) em Caracas, na Venezuela, durante uma tentativa de assalto, segundo o Ministério Público.  Os criminosos teriam atirado diversas vezes depois que o jornalista e militante reconhecido do chavismo resistiu à ação.
 
O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, sugeriu que ele teria sido assassinado por motivos políticos. Testemunhas mencionadas pelo Ministério afirmaram que Durán foi abordado por três desconhecidos perto de sua casa, no oeste da capital venezuelana.
 
Durán comandou a imprensa do Parlamento entre 2010 e 2013. Ele trabalhava atualmente na área de comunicação do governo metropolitano de Caracas.