Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

11/04/2016 às 17:20

SIP defende liberdade de imprensa na América Latina e critica governo Maduro

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP, na sigla em espanhol) promoveu no último domingo (10/4) um evento na cidade de Punta Cana (República Dominicana) para defender a liberdade de imprensa e expressão na América Latina. 
 
Segundo as agências Reuters e EFE, o presidente do país, Daniel Medina, e o secretário-geral dos Estados Americanos (OEA), Luiz Almagro, assinaram a Declaração de Chapultepec, que reforça o compromisso com a liberdade de imprensa no país.  
 
 
Caso Venezuela
 
No último sábado (9/4), o presidente da Comissão de Liberdade de Imprensa e Informação da SIP, Claudio Paolillo, disse que o governo do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, usa o judiciário para "acuar, perseguir e silenciar jornalistas críticos e independentes".
 
Paolillo apresentou o relatório da comissão. O documento indica que, nos últimos seis meses, 12 jornalistas foram mortos na América Latina. Segundo ele, México e Brasil lideram, outra vez, a lista com quatro profissionais mortos em cada um deles. 
 
Por sua vez, o diretor executivo da entidade, Ricardo Trotti, lembrou da investigação jornalística no caso Panama Papers e elogiou a atuação da imprensa. "A SIP sempre defendeu que haja mais informações, porque o mais importante é a transparência", destacou.